A Rússia propõe a Cuba “comércio sem dinheiro” para superar o bloqueio dos EUA.

Vladimir Putin e Díaz-Canel

O governo russo informou que está disposto a ajudar Cuba a contornar a difícil situação econômica da ilha.

Essa informação foi confirmada por Tatiana Mashkova, vice-presidente do comitê de negócios Cuba-Rússia e diretora geral do Comitê Nacional Russo de Cooperação Econômica com Países da América Latina (CN CEPLA).

“Sabemos que Cuba está passando por tempos bastante difíceis. Mas acho que vamos superá-los juntos ”, confirmou Mashkova ao Sputnik.

Segundo a publicação da revista “A Rússia atualmente não enfrenta um bloqueio como Cuba, mas enfrenta um grande número de sanções dos EUA e de seus aliados” e Cuba é uma enorme fonte de informações sobre como lidar com eles.

“Agora nós, os russos, estamos aprendendo com Cuba, sobre os mecanismos para combater os efeitos negativos do bloqueio, o que estamos aprendendo é importante e acho que temos que andar juntos”, afirmou.

Enquanto isso, o alto funcionário lembrou que “Cuba é o principal aliado da Rússia na região e é por isso que a apoiamos para superar a complexa situação que atualmente enfrenta”.

Nesse sentido, ele apontou que os dois países devem “trabalhar em esquemas econômicos mais eficientes para a colaboração. Precisamos utilizar outros mecanismos, mecanismos de troca ou compensação”, argumentou.

Essas estratégias permitiriam evitar as sanções que impedem a Ilha de negociar em dólares americanos.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − catorze =