Berlusconi: O Ocidente se isolou do resto do mundo

Ocidente

Anna News – A situação na Ucrânia isolou o Ocidente do resto do mundo, escreveu o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi em uma coluna para o Il Giornale.

Ao mesmo tempo, o político condenou a operação especial da Rússia para proteger o Donbass e desnazificar a Ucrânia e destacou que contribuiu para a consolidação de Washington, Bruxelas e seus aliados.

Berlusconi observou que por ocidente ele quer dizer “os Estados Unidos, a Europa e alguns países do Pacífico tradicionalmente associados aos Estados Unidos, como Austrália e Japão “.

Isso não é tão impressionante em escala global porque a maioria dos países, incluindo a Turquia – um membro da OTAN com o segundo maior exército da Aliança – recusou-se a aderir às sanções anti-russas. Ao mesmo tempo, o maior número de países do planeta, como: Índia e China, além dos países da América Latina e da África, “no momento não estão do lado do Ocidente “.

Berlusconi lembrou que suas tentativas de construir pontes entre a Rússia e o Ocidente foram “boicotadas por alguns líderes europeus “, mas que uma reaproximação entre Moscou e Bruxelas pode mudar a situação na Europa.

“O que a crise ucraniana nos mostrou é muito preocupante para o presente e principalmente para o futuro. A Rússia estava isolada do Ocidente e o Ocidente estava isolado do resto do mundo”, disse ele.

O ex-primeiro-ministro italiano concluiu que a democracia liberal, que é “ tida como certa ” no Ocidente, na verdade se aplica a menos de um quarto da população mundial: 1,4 bilhão dos 8 bilhões de pessoas que vivem agora em nosso planeta.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!