Brasil – Bolsa desaba e tem maior queda em quase 22 anos

Com a queda de hoje, a Bolsa brasileira acumula perdas de 37,24% em 2020

O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, teve mais um dia de fortíssima turbulência nesta quinta-feira 12/03 e fechou o pregão em queda de 14,78%, a 72.582 pontos. É a maior queda diária em quase 22 anos – em 10 de setembro de 1998, a bolsa despencou 15,82%.

Nesta quarta, o mecanismo do circuit breaker foi acionado duas vezes, o que não acontecia desde 2008: primeiro, às 10h22, quando o Ibovespa despencava 11,65%; depois, às 11h12, quando a queda era de 15,43%.

Vale lembrar que o circuit breaker é acionado automaticamente quando a Bolsa atinge queda de 10%; depois, ele é acionado novamente quando as perdas chegam a 15%.

Com a queda de hoje, a Bolsa brasileira acumula perdas de 37,24% em 2020. Em valor de mercado, o prejuízo é de R$ 1,52 trilhão. No fim de 2019, o valor de mercado somado das empresas com ações na Bolsa era de R$ 4,56 trilhões. Hoje, caiu para R$ 3,03 trilhões.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 4 =