Brasil registra aumento de mortes violentas

O número de mortes violentas intencionais chegou a 50 mil em 2020, o que representa um aumento de 4% em relação a 2019. Pelo menos 78% dessas mortes foram causadas pelo uso de armas de fogo.

mortes
CartaCapital

As vítimas, na sua maioria, são homens (91,3%), pessoas negras (76,2%) e jovens (54,3%), de acordo com dados da 15.ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), divulgado esta quinta-feira, em São Paulo.

Os dados mostram, ainda, que em 2020, foram mortas em intervenções policiais 6416 pessoas, 0,3% a mais do que no ano anterior. Destas, 78,9% eram negras, 76,2% tinham entre 12 e 29 anos e 98,4% eram homens. Já os policias assassinados chegaram a 194, dos quais 72% morreram quando não estavam em serviço. A Covid-19 foi a causa de morte de 472 policias.

Segundo o Brasil de Fato, o anuário aponta que a violência sexual subiu 14,1% e foram registadas 60 460 violações.

Segundo o anuário, houve nota de 0,7% feminicídios em 2020, que atingiram 1350, vitimando principalmente mulheres entre 18 e 44 anos (74,7%), das quais 61,8% eram negras e 55,1% foram assassinadas com o uso de arma branca. A maioria (81,%) foi morta pelo companheiro ou ex-companheiro e 8,3% por outros familiares.

O estudo diz ainda que, em 2020, houve uma chamada por minuto relativa à violência doméstica, e que foram feitas principalmente por mulheres negras (61,8 %), entre 18 e 44 anos (74,7%). Foram 694 131 chamadas telefônicas através do número de apoio, o que representa aumento de 16,3% na comparação com 2019.

Fonte: abrilabril

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!