Candidato à presidente da Argentina define Bolsonaro como «racista, misógino e violento».

O candidato Alberto Fernández, e o demente que ocupa a presidência do Brasil

Alberto Fernández, candidato a presidente da Argentina, que liderou a primária com 47,66% dos votos em 11 de agosto, definiu como “racista, misógino e violento” o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Convenhamos que o candidato “pegou leve”, porque Bolsonaro não passa de um idiota, demente e psicopata.

Ele disse ainda que a Argentina vai “esplêndida bem” com seu vizinho, que “sempre será nosso principal parceiro”, porque “Bolsonaro é uma conjuntura na vida do Brasil”, como o presidente argentino, Mauricio Macri, está no seu país, Fernández disse durante uma entrevista com o canal Net TV.

O candidato  da aliança Frente de Todos comemorou “enormemente” que o presidente do Brasil fala mal de si mesmo, porque acredita que não tem “nada a ver” com aquele homem “em termos políticos”.

Da mesma forma, Fernández acrescentou que pediria a Bolsonaro que “deixasse” o ex-presidente do Brasil, Lula “livre” e “que participasse das eleições”.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =