Como pegar ônibus no Japão

Apesar de ser algo simples, sempre há dúvida de como funciona ou como utilizar o transporte público, em especial o ônibus no Japão. Tem que dar sinal para subir? Tem que dar sinal para descer? Deve-se pagar na entrada ou na saída? Aceita nota ou só moeda?

No Japão, cada ponto é uma estação, então não precisa dar sinal para embarcar, ele vai parar na hora e no local marcado. Mas, o processo de pagamento gera certas dúvidas, eu conheci várias pessoas que moraram ou moram no Japão mas nunca utilizaram um ônibus! Existe a opção de comprar os Passes DiáriosSemanais, etc., que facilitam a vida e ajudam a economizar para quem utiliza muito para o trabalho. Mas nem sempre valem a pena, e neste caso a melhor opção é a viagem com pagamento avulso.

Viagens avulsas 

O esquema funciona também para alguns bondes de superfície – como em Hiroshima -, mas não posso afirmar que  o sistema é assim para todos os ônibus. Mas em todas cidades que utilizei ônibus – Kyoto, Tokyo, Osaka, Ota, Hiroshima e Akashi, foi assim.

1- Entre no ônibus e retire um papelzinho –  que parece uma senha – na maquininha (cor amarela). Obs.: No ponto inicial, normalmente próximo as estações de trem (em Akashi e Kobe) a máquina não libera o papel, só nos pontos intermediários. Então você pergunta: Como saberei qual valor a pagar!? Calma não se desespere. Entre normalmente no ônibus, e na saída você irá pagar o primeiro valor indicado na tabela, que é o valor a partir do ponto inicial.

fotos

2 – O número do bilhete, é o valor que terá que pagar de acordo com tabela que está acima na cabine do motorista – e o valor vai crescendo à medida que os pontos forem passando.

fotos

3 – Acompanhe a estação que você vai descer. Normalmente ela tem um nome, que é dito (também em inglês) e escrito em um painel. Por exemplo, na foto abaixo, de acordo com o número do bilhete (nº12), caso fosse descer no próximo ponto o valor seria de 210 yenes. O ônibus só sai do ponto no horário marcado, portanto, o ônibus pode ficar parado por um ou dois minutos em um ponto.

fotos

4 – Na hora de descer, confira o número do bilhete e compare com o painel eletrônico. Junte as moedas no VALOR EXATO, e coloque na maquina de cobrança junto ao bilhete. Lembre-se, o Japão é o país da confiança e do respeito, ninguém vai conferir quanto você pôs, faça jus a confiança que lhe foi prestada!

fotos

5 – Pode acontecer de você não tiver a quantidade exata, então, a mesma máquina de cobrança também faz o fracionamento do dinheiro, pode-se trocar moeda de 100 e 500 yenes (moeda de 50 yenes eu nunca troquei, mas acho que é possível)  ou nota de mil yenes. É só colocar uma nota de mil ou uma moeda de 100 ou 500 yenes na máquina, que ela te devolve em moedas fracionadas automaticamente (não precisa apertar nenhum botão para realizar a troca).

fotos

Como sugestão, não deixe para trocar o dinheiro na saída, pois não será apenas você que descerá no ponto, então durante o trajeto, providencie a troca.

Outro detalhe interessante, é que o motorista tem um microfone que utiliza para comunicar algumas informações aos passageiros como por exemplo: -Em breve partiremos, -Estamos aguardando o horário para partida, ou para anunciar a próxima parada.

fotos

Para dar sinal de parada, existem os conhecidos botões, mas também as antigas cordinhas nas laterais.

Espero que esta informações sejam úteis para os turistas ou para quem ainda nunca utilizou um ônibus no Japão.

Obs.: Créditos para as fotos do blog https://www.intercambioeviagem.com.br/pegando-onibus-no-japao/

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!