Eleições no Uruguai: Martínez da Frente Ampla venceu, mas haverá segundo turno

A Frente Ampla enfrentará um cenário complicado no segundo turno. O socialista obteve 39,9% dos votos, contra Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional, que obteve 29. Ernesto Talvi (12,5) e Guido Manini Ríos (10,7) apoiarão Lacalle no segundo turno. 

O socialista Daniel Martinez comemora com seus partidários. Reprodução.

Após 21 horas, o candidato de esquerda Daniel Martinez reuniu-se a seus seguidores por meio de seu comando de campanha no centro de Montevidéu. “Parece que sim, presidente Martínez”, cantou a militância. O candidato, 62 anos, usava uma bandeira uruguaia no ombro esquerdo, apoiada por seu parceira de chapa Graciela Villar . “A força mais importante do Uruguai se chama Frente Ampla. É a aposta para as certezas, para a estabilidade, e não a aposta para o ajuste com um destino incerto. Nesta nova etapa que abre, os cidadãos escolherão pessoas específicas. Aqui estão Graciela e Daniel, vamos lá, podemos – ele disse. 

Porém nem tudo é festa, o candidato de esquerda da frente ampla no segundo turno terá um cenário bastante complicado pela frente.

E esse cenário se confirmou logo após o anúncio dos resultados, e agora os uruguaios já tem uma certeza: o candidato de extrema direita e ex-comandante em chefe do Exército, Guido Manini Ríos(10,7%) e o economista neoliberal Talvi (12,5%) anunciaram seu apoio a Lacalle Pou no segundo turno, que ocorrerá em 24 de novembro. 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =