Evangélicos são presos após queimar mulher viva em exorcismo, eles acreditavam que ela seria ressuscitada.

O arcebispo de Manágua (Nicarágua), cardeal Leopoldo Brenes, lamentou a morte de Vilma Trujillo, uma jovem que foi queimada na fogueira durante um “ritual de exorcismo religioso” em uma igreja protestante na Nicarágua.

Segundo o jornal El Nuevo Diario, a mulher de 25 anos morreu no segundo dia em um hospital na capital com queimaduras em 80% do corpo. “Ele sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus na cabeça, tórax, abdômen, membros superiores e inferiores”, disse o jornal.

O “ritual do exorcismo” foi realizado pelo pastor Juan Gregorio Romero e quatro outros membros da Igreja Evangélica “Visão Celestial das Assembléias de Deus” no Condado de Rosita foram presos pelas autoridades.

Antes de ser queimada, Vilma Trujillo havia sido sequestrada e amarrada nas mãos e nos pés por seis dias desde 15 de fevereiro. No dia 21 deste mês, a mulher foi levada à igreja protestante “para continuar orando por ela”.

Ainda segundo o jornal, um dos acusados, Tomasa Rocha Romero, disse que Deus disse a ela que “acendessem um fogo no cemitério da igreja” e amarrassem “perto do fogo para fazer uma oração”.

Paralisada pela comoção, a jovem também ouviu como os mais velhos exclamavam que Vilma logo seria ressuscitada, livre de todo tormento.

Depois de várias horas, o pastor Juan Gregorio Romero disse a seus paroquianos:

“É uma ordem de Deus queimar o corpo da vítima para eliminar o espírito maligno dentro dele”. Finalmente, a mulher foi jogada no fogo pelas cinco pessoas acusadas.

Segundo Fabio Cruz Arista, superintendente das Assembleias de Deus, o pastor Rocha não está no “registro de ministros” e, portanto, não faz parte da congregação.

No final da missa na quarta-feira de cinzas, o cardeal Brenes ficou consternado pelo que aconteceu e disse que o que o pastor e seus companheiros não tinham justificativa e afirmou que “o diabo só sai com oração e não com atos. contra a vida .

“É muito triste ver que eles usaram esse método porque nós, na Igreja Católica, colocamos a oração em primeiro lugar. Embora seja verdade que o diabo possa estar dentro de uma pessoa, esse não é o caminho certo para expulsá-lo, temos exorcismos, mas nunca paramos de rezar ”, afirmou.

Compartilhar:

One thought on “Evangélicos são presos após queimar mulher viva em exorcismo, eles acreditavam que ela seria ressuscitada.

  1. Em toda minha vida jamais ouvir dizer que seguidores de algum “demônio” queimava pessoas vivas, porém aqueles que se autointitulam cristãos são capaz de tanta crueldade! Na idade média eram os católicos e protestantes a queimarem pessoas vivas por acusações de bruxaria, agora são os evangélicos pentecostais a fazerem o mesmo. Pessoas com transtornos mentais são confundidos por esses “cristãos” como possuídos pelo demônio. Afinal quem são as pessoas seguidoras do bem dessa história!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =