Gigante da moda sueca a H&M amplia boicote ao Brasil

Embora tenha pouco impacto econômico a decisão atende ao público cada vez mais exigente com questões ambientais, e também é um forte sinalizador de como as grandes empresas multinacionais de agora em diante irá relacionar com um país que se transformou em vilão ambiental.

Loja HM no distrito de Namba – Osaka. Foto: OPP

A rede de lojas H&M é a segunda maior do mundo no ramo da moda e o boicote da empresa contra o couro produzido no mundo deverá ter consequências amplas (se somar ao boicote de várias outras empresas) para a produção brasileira de couro.

A multinacional sueca Hennes & Mauritz (ou simplesmente H&M) anunciou hoje que suspenderá suas compras de couro brasileiro “devido à conexão dos graves incêndios da Amazônia com a produção pecuarista”.

O anúncio vem após a decisão da espanhola Inditex, dona da Zara, anunciar sua decisão justamente no dia em que o Governo do polêmico Jair Bolsonaro lançava uma campanha publicitária dentro e fora de suas fronteiras para reafirmar a soberania brasileira sobre essa região, crucial para frear a mudança climática.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + um =