Governo boliviano anuncia retirada de projeto de lei contra legitimação de lucros ilícitos

As autoridades bolivianas alertaram que um temor infundado se instalou em setores da população a respeito desta iniciativa.

Bolívia
A Ministra da Presidência destacou que o Executivo boliviano responde e continuará a fazê-lo no interesse do povo. | Foto: ABI

A Ministra da Presidência da Bolívia, María Nela Prada, anunciou nesta quinta-feira que o Governo decidiu retirar o projeto de lei contra a Legitimização de Lucros Ilícitos da Assembleia Legislativa Plurinacional (ALP) antes de seu uso pela oposição para desestabilizar e incitar à violência.

“Decidimos retirar esta conta. Isso é o que queríamos informar ao povo boliviano, para não dar lugar a um confronto entre bolivianos e bolivianos, para não levar à desestabilização, para não levar à violência, para não levar ao confronto “, ele comentou.

Nela Prada acrescentou que os membros do Executivo vêm de setores populares e “estaremos sempre em sintonia com o pulsar do povo boliviano, com suas preocupações, com seus medos e nunca iremos contra seus interesses”.

“Infelizmente, diante dessa falta de informação, um temor absolutamente infundado se instalou em setores da população, semeado e promovido por grupos políticos com interesses que buscam a impunidade”, disse.

Em 2 de julho, o presidente Luis Arce trouxe ao Legislativo o Projeto de Lei contra a Legitimação de Lucros Ilícitos, Financiamento do Terrorismo e Financiamento da Proliferação de Armas de Destruição em Massa ou não convencionais.

Essa iniciativa legal foi aprovada no dia 17 de setembro na Câmara dos Deputados e encaminhada ao Senado para tratamento, no qual a análise foi suspensa devido ao surgimento de uma série de questionamentos e medidas de pressão.

Fonte: teleSUR

 

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!