Infecção mortal por beijos e toques deixa doze mortos na Inglaterra

Em East Anglia no leste da Inglaterra, foram detectados no final do mês de junho, 32 casos de uma doença causada por estreptococos invasivos do grupo A. Estas bactérias podem ser encontradas na garganta e na pele, e as pessoas convivem normalmente com elas sem quaisquer sintomas. Por ficarem alojados na garganta e nas mãos por um longo período tempo, a sua contaminação entre as pessoas ocorre através de espirros, beijos e contato com a pele. O serviço de saúde pública da Inglaterra chamou isso de “incidente local”, mas alertou que havia um risco de mais mortes caso o “surto” se espalhasse.

Em um relatório, o grupo clínico esclarece: “Às vezes, uma doença fatal pode ocorrer quando as bactérias se espalham para partes do corpo onde normalmente não deveriam estar, como sangue, músculos ou pulmões”. A maioria dos pacientes afetados são idosos e receberam cuidados médicos em suas próprias casas ou em casas de repouso. Medidas adicionais de controle de infecção foram introduzidas para prevenir a disseminação da infecção.

O risco de infecção é muito baixo para a grande maioria das pessoas, e a profilaxia antibiótica é muito eficaz nos estágios iniciais. “Continuaremos a trabalhar com nossos parceiros de saúde pública na Inglaterra para investigar como esse surto ocorreu e tomar todas as medidas possíveis para garantir a proteção de nossa comunidade local”, disse o Dr. Jorg Hoffman, vice-diretor de cuidados de saúde em East Anglia. “Eu não posso negar que ainda há um risco até que declaremos que este surto acabou.”

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =