Marcelo Odebrecht acredita que as condenações serão anuladas

O ex-presidente da Odebrecht confidenciou a pessoas próximas que as provas que apresentou ao MP não comprovam benefícios a Lula em desvios da Petrobras

Uma das bases para a condenação do ex-presidente Lula no caso do Triplex do Guarujá é exatamente uma delação premiada do ex-presidente da Odebrecht. A defesa de Lula aponta que o processo é repleto de ilegalidades

O ex-executivo da empreiteira Odebrecht, Marcelo Odebrecht, acredita que os processos movidos pelo Ministério Público contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vão ser anulados. As provas apresentadas por ele não justificariam o argumento dos procuradores de que Lula teria sido beneficiado com dinheiro desviado da Petrobras.

Segundo o jornalista Lauro Jardim, do O Globo, em coluna publicada neste domingo (15), o ex-número 1 da empreiteira tem conversado com pessoas próximas sobre o tema e confidenciado que as provas que ele apresentou ao MP não poderiam justificar um beneficiamento por parte da Petrobras, mas um suposto beneficiamento por parte da Odebrecht, fragilizando o processo.

“Marcelo justifica essa afirmação dizendo que as provas que ele próprio apresentou à Justiça mostram que o dinheiro usado para beneficiar Lula não foi desviado dos contratos (da empreiteira com a Petrobras), conforme a construção da denúncia, e sim, do caixa da Odebrecht para o pagamento de propinas”, aponta o colunista.

Uma das bases para a condenação do ex-presidente Lula no caso do Triplex do Guarujá é exatamente uma delação premiada do ex-presidente da Odebrecht. A defesa de Lula aponta que o processo é repleto de ilegalidades que se enquadra em lawfare, definido em livro lançado pelos advogados de Lula, Cristiano Zanin e Valeska Martins, como “o uso estratégico do Direito para fins de deslegitimar, prejudicar ou aniquilar o inimigo”.

Fonte: Fórum

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + cinco =