O depoimento do pai acusado injustamente por Magno Malta de estuprar a filha bebê

Vídeo revoltante, o cobrador de ônibus Luiz Alves de Lima revela ao jornalista Ubervalter Coimbra – do site Século Diário, a trama de como foi acusado em 2009 de ter violentado a própria filha, então com dois anos. O acusado passou nove meses preso, período em que foi torturado e perdeu a visão de um olho. Na época, o senador Magno Malta que é pastor evangélico presidia a CPI da Pedofilia, rebatizada de Maus-Tratos, da qual ainda é presidente. O cobrador foi inocentado depois que um exame confirmou que a filha é virgem. Veja a matéria completa.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − quatro =