O governo da Venezuela critica a passividade de Bolsonaro diante da invasão da Embaixada

Reprodução.

O governo do presidente Nicolás Maduro, emitiu na tarde desta quarta-feira 13/11 uma nota em que condena a invasão da embaixada venezuelana em Brasília nesta manhã e aponta a passividade do governo Bolsonaro diante dessa atitude criminosa.

“A República Bolivariana da Venezuela denuncia à comunidade internacional que no dia de hoje sua Embaixada na República Federativa do Brasil foi objeto de um ataque cometido por grupos violentos afeitos à oposição política venezuelana, os quais invadiram à força a sede da missão diplomática em Brasília, diante da atitude passiva das autoridades policiais brasileiras, em desatenção de suas obrigações de proteção das sedes diplomáticas e de seu pessoal”, diz um trecho da nota.

“O Governo da República Bolivariana da Venezuela exige do Governo do Brasil o cumprimento de suas obrigações como Estado parte da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, que estabelece a obrigação de proteger as sedes diplomáticas em qualquer circunstância, motivo pelo qual deve tomar imediatamente as medidas necessárias para retirar os agressores das imediações da embaixada”, prossegue.

Veja o comunicado:

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =