O retorno do Partidão – A esperança vem de Minas!

fotos

fotos

Publicado em 31/08/2018

O PCB – Partido Comunista Brasileiro ou carinhosamente chamado de “Partidão” depois de muitos anos sem qualquer representação no congresso nacional ou mesmo estadual devido aos desgastes enfrentado após a tentativa de destruí-lo no famigerado X Congresso em 1992, parece ressurgir das cinzas. O grupo liderado por Roberto Freire que neste mesmo Congresso fundou o PPS,  só não levou acabo o seu fim devido a teimosia dos verdadeiros militantes comunista que se reagruparam e mantiveram o partido vivo aos trancos e barrancos.

Mas este episódio é a consequência de desvio ideológico no partido que já vinha desde a época da ditadura. Com a decretação da anistia em 1979, Luis Carlos Prestes retorna do exílio. Porém, um grupo de dirigentes de orientação eurocomunista já não aceitava mais a sua liderança.  Então em 1982 o antigo secretário geral retira-se do PCB.

A partir de então uma série de erros foram se acumulando, como por exemplo, em São Paulo a direção Estadual do PCB liderado pelo Jarbas de Holanda apoia para governador o empresário Antonio Ermírio de Moraes em 1986.

Agora após anos de paciente reconstrução partidária, novas lideranças do PCB estão surgindo.

Das “Gerais” dois nomes se despontam nesta eleição:

Com o lema  “A esperança vem de Ipatinga”, o Professor Túlio Lopes 210, é o candidato ao senado pelo PCB, na Frente Minas Socialista.

Pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesta quarta-feira, 22, comprova o grande crescimento do Professor Túlio Lopes 210 alcançando já 8% das intenções de voto para o Senado Federal. A candidata com maior intenção de votos, Dilma Rousseff, tem 25%, o segundo, 11%, e Professor Túlio Lopes 210, com 8% das intenções de votos, está tecnicamente empatado com o segundo colocado (a margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos).

A esperança, assim como a representou Luiz Carlos Prestes, na década de 1920, quando percorreu mais de 25 mil quilômetros, tem percorrido o Estado de Minas Gerais nesta campanha do tostão contra o milhão representada pelas candidaturas do PCB e PSOL que juntos compõem a Frente de Esquerda Minas Socialista. Mesmo com todas as dificuldades de ordem material e financeira, o Professor Túlio Lopes 210, acompanhado do candidato a deputado estadual do PCB, Professor Túlio Lopes 210 já percorreu mais de 6 mil quilômetros no estado, levando as bandeiras por uma Minas Gerais mais justa, inclusiva, à disposição da juventude, que não se vende, nem trai o seu povo.

O resultado desta pesquisa anima a resistência e a caminhada na defesa de terra, trabalho, teto e pão. As intenções de voto apontadas mostram que, de fato há esperança, e que o candidato a senador do PCB representa a construção de outro tempo.

Outra grande possibilidade é eleição de Daniel Cristiano 21210 para deputado estadual. Daniel foi candidato a prefeito pelo PCB na eleição extemporânea para a Prefeitura de Ipatinga, em junho passado, conquistando o segundo lugar, com mais de 20 mil votos. “A precarização das relações trabalhistas e das políticas sociais que o governo Temer fez contra os trabalhadores devem ser combatidas com a unidade e organização da classe trabalhadora”.

A eleição de candidatos do PCB  assim como de outras legendas esquerda será muito importante para o povo brasileiro reconquistar os direitos trabalhistas e sociais usurpado pelo golpe comandado por Temer e pelo judiciário.

Parte do texto extraído do site: 

https://pcb.org.br/portal2/20601/mg-tulio-lopes-empatado-no-segundo-lugar-para-o-senado/

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!