Onda de calor no Japão deixa 57 mortos e 18.000 hospitalizados em uma semana

Pessoas caminha pela rua do bairro de Akihabara-Tokyo, no sábado onde a temperatura ultrapassou os 30º | KYODO

Cinquenta e sete pessoas morreram devido a problemas médicos relacionados ao calor no Japão na semana que começou em 29 de julho, disse o governo na terça-feira, com o número de pacientes levados a hospitais mais do que triplicando para 18.347 dos 5.664 da semana anterior.

O número semanal de hospitalizações devido às altas temperaturas foi o segundo mais alto desde que os registros começaram em 2008, de acordo com a Agência de Gestão de Incêndios e Desastres.

Das 18.347 pessoas, 729 tiveram sintomas graves que exigirão mais de três semanas de tratamento como internação, enquanto que 6.548 tiveram problemas menos sérios, exigindo estadias mais curtas. Aqueles com 65 anos ou mais representavam 54,3% do total.

Tóquio teve a maioria das pessoas levadas aos hospitais em 1.857, seguida por 1.342 na província de Aichi e 1.307 na província de Saitama. As mortes foram relatadas em 24 províncias, com Hokkaido com número maior de mortos – sete ao todo, seguido por cinco em Ibaraki e Saitama.

Um sistema de alta pressão sobre o arquipélago japonês preservou o calor extremo, disse a agência. A agência de Gestão de Incêndios e Desastres aconselha as pessoas  ficarem constantemente hidratadas e descansarem em áreas mais frias.

Fonte: Agência Kyodo

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =