Os macacos entraram na idade da pedra e se desenvolvem da mesma forma que os humanos

Os cientistas descobriram a primeira evidência de que uma espécie inumana está mudando a forma como o alimento é processado usando vários tipos de ferramentas. Em uma parte remota do Parque Nacional da Serra da Capivara, existe uma espécie de macaco chamado capuchinho. Cerca de 3.000 anos atrás, eles começaram a usar pedras de quartzo para abrir sementes ou frutas. Então, em algum momento, cerca de 300 anos atrás, eles passaram a usar pedras maiores para quebrar produtos mais rígidos, como os cajus.

A humanidade não precisa se preocupar com os macacos-prego agora, porque os animais atingem uma altura máxima de dois pés e ainda não evoluíram á ponto de projetar armas ou qualquer outra tecnologia que possa competir com nossas próprias armas. No entanto, em alguns milhões de anos poderemos ter que ficar de olho nos macacos. Se tomarmos como base o nosso tempo de evolução, então esses primatas desenvolverão armas nucleares em apenas 3,5 milhões de anos.

No entanto, é improvável que um cenário de pesadelo, em que um tipo de macaco maluco detone uma arma nuclear se torne realidade. Apesar do fato de que os capuchinhos são os macacos mais inteligentes do Novo Mundo e têm polegares opostos igual aos nossos, eles têm muito menos cérebro que os nossos.

Fonte: Glavtema.ru

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − doze =