Presidente eleito na Argentina vai aumentar salários e aposentadorias

A ideia do presidente eleito Alberto Fernández e sua vice, Cristina Kirchner, é reativar o setor de produtivo para gerar emprego e renda aos trabalhadores

Alberto Fernández e Cristina Kirchner – Foto: Reprodução

Ao contrário de vários países da América Latina que ainda insistem em seguir a fracassada receita neoliberal,  Alberto Fernández, presidente eleito da Argentina, deve anunciar em 10 de dezembro, dia de sua posse, que vai aumentar o salário mínimo, as pensões e aposentadorias. O intuito é recuperar o poder de compra da população.

A ideia de Fernández e sua vice, Cristina Kirchner, é reativar o setor de produtivo para gerar emprego e renda aos trabalhadores. A Argentina vive uma das maiores crises de sua história, causada pela política econômica neoliberal de Mauricio Macri.

Para a grande maioria dos argentinos, 53%, Macri é o responsável pela crise profunda, que levou o governo a impor controles de capital para conter a saída das reservas internacionais e estabilizar a taxa cambial.

Fonte: Revista Fórum

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 16 =