Retorno de Keiko Fujimori à prisão preventiva será decidido nesta segunda-feira 21

corrupção
Keiko Fujimori é acusada de cometer os supostos crimes de lavagem de dinheiro, declaração falsa em processo administrativo, organização criminosa, entre outros. Foto: AFP

O Quarto Tribunal Nacional Permanente de Instrução Preparatória Especializado em Crime Organizado emitiu resolução informando que a audiência para avaliar o pedido prisão preventiva da líder do Fuerza Popular, Keiko Fujimori , devido a violações de liberdade condicional,  será nesta segunda-feira, 21 de junho.

Conforme relatado, Keiko tem regras de conduta impostas devido às investigações que enfrenta por cometer os supostos crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa, declaração falsa em procedimento administrativo, formação de quadrilha para cometer crime, fraude processual, falsidade genérica e obstrução da justiça.

Desta forma, a filha do ex-presidente Alberto Fujimori, está proibida de se comunicar com seus co-réus, testemunhas ou outros corpos de evidência, “Quer pessoalmente, por terceiros ou por qualquer forma ou meio tecnológico, até que o presente caso seja encerrado.”

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!