Venezuela para os Estados Unidos: “Estamos preparados para a guerra absoluta”.

Uma semana depois de um suposto confronto entre aviões das forças armadas dos dois países, o número dois do chavismo, Diosdado Cabello, avisou sobre a possibilidade de soldados norte-americanos entrarem no país.

ANÚNCIOS

Diosdado Cabello, referindo-se a uma possível incursão de soldados norte-americanos no território venezuelano, como mecanismo de pressão para que Nicolás Maduro se afaste do poder, diz o porta-voz.

O líder disse no sábado, 27 de julho de 2019, que a Venezuela está pronta para travar uma “guerra absoluta” com os Estados Unidos, dada a probabilidade de “fuzileiros americanos entrarem”, embora tenha sugerido que não será tão fácil deixar o país.

“Estamos preparados hoje, nós realmente dizemos isso sem arrogância, pois, se eles quiserem, uma guerra absoluta de todo o nosso povo em defesa do nosso país e da nossa paz”, disse Cabello durante um encontro entre parlamentares no marco do XXV Fórum. de São Paulo, em Caracas.

E não é um recado. Cabello é o vice-presidente do Partido Socialista Unificado da Venezuela e preside a Assembléia Nacional Constituinte, um órgão legislativo leal ao presidente Maduro. No entanto, ele é talvez mais conhecido por ser o segundo oficial mais poderoso do governo da Venezuela, depois de Maduro.

O presidente venezuelano fez o mesmo através de sua conta no Twitter, depois de um ato com soldados no Forte Tiuna, em Caracas, o maior quartel do país.

Fonte: El Caminante

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =