A caça às bruxas contra o vacinologista Peter Hotez

peter hotez
Dr. Peter Hotez, Reitor da Escola Nacional de Medicina Tropical do Baylor College of Medicine [Foto: Agapito Sanchez, Baylor College of Medicine]

No domingo, ao buscar um bolo para o pai no Dia dos Pais, o vacinologista Dr. Peter Hotez foi perseguido em sua casa por dois fascistas, que o seguiram até a porta de sua casa enquanto gritavam acusações de que ele estava “prejudicando” a população com vacinas.

Este incidente faz parte de uma campanha crescente, liderada pela direita fascista, contra profissionais especializados em pesquisa do COVID-19 e que lutam por uma resposta científica à pandemia, com o objetivo de aterrorizá-los até o silêncio.

Dr. Hotez regularmente recebe ameaças, juntamente com discurso de ódio anti-semita. Ele não está sozinho. Um proeminente cientista que falou ao WSWS descreveu ter recebido repetidas ameaças de morte contra si mesmo e seus filhos e ter recebido um envelope de pó branco pelo correio.

Nos Estados Unidos, a “terra dos livres”, os cientistas que lutam contra doenças infecciosas mortais devem fazer seu trabalho sob cerco. Para esses cientistas, defender publicamente as verdades científicas básicas significa colocar a própria vida em perigo.

Mais de 1,1 milhão de americanos morreram de COVID-19. Ao longo da pandemia, cientistas como Hotez pediram medidas para reduzir a propagação e a gravidade do COVID-19, incluindo vacinas, uso de máscara e distanciamento social, para salvar inúmeras vidas.

Hotez é um cientista indicado ao Prêmio Nobel, que liderou esforços para desenvolver uma vacina de baixo custo e sem patente para o COVID-19. Durante anos, ele foi um proeminente oponente público da pseudociência de direita. Ele rotulou com precisão os defensores da propaganda antivacina como “neofascistas” e se referiu corretamente à teoria da conspiração do laboratório de Wuhan, que afirma que os cientistas criaram o COVID-19, como uma “caça às bruxas”.

Hotez condenou a promoção da pseudociência pelos principais jornais americanos, acusando o conselho editorial do Washington Post de se envolver no “jornalismo amarelo ou tablóide da velha escola Hearst-Pulitzer”.

Fonte: wsws.org

Related Posts
A UE no fio da navalha
fotos

E segue-o sem honra nem glória num inevitável declínio da economia à cultura. Nem algo diferente era de esperar. Aquilo [...]

Postura Hipócrita sobre a Guerra de Gaza
fotos

Os Estados Unidos vetaram mais uma resolução no Conselho de Segurança das Nações Unidas que pedia um cessar-fogo imediato em [...]

O Eixo da Assimetria assume a ‘ordem baseada em regras’
fotos

A Terceira Guerra Mundial está aqui, desenrolando-se de forma assimétrica em campos de batalha militares, financeiros e institucionais, e a [...]

Vídeo do canal turco TRTWORLD: Como Israel bombardeia áreas povoadas
fotos

Vídeo de um canal turco mostra como as forças israelense exterminam sistematicamente o povo palastino. Não há onde se esconder, [...]

Ele lutou pela nossa liberdade. As audiências finais sobre a extradição de Julian Assange para os EUA foram concluídas
fotos

O Supremo Tribunal de Londres concluiu as audiências sobre o apelo do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, de 52 anos, [...]

Scholz e Lackeys cavam sepultura para a Alemanha
fotos

A imagem que mostra o Chanceler Olaf Scholz com uma pá na mão a cavar alegremente a terra diz muito [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!