A Venezuela ordena a captura do assessor de Juan Guaidó

Juan José Rendón é um reconhecido conselheiro da direita na América Latina

O procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, solicitou nesta sexta-feira, 8 de maio, a prisão de 22 envolvidos no fracassado ataque terrorista através de uma incursão marítima no país sul-americano.

Entre as ordens, há três dirigidas contra o veterano americano  Jordan Goudreau, o estrategista político Juan José Rendón e o vice da oposição Sergio Vergara.

Esses homens são acusados ​​de se envolverem no “planejamento, financiamento e execução” da ação realizada no início do domingo passado, 3 de maio, chamada “Operação Gideón“.

Saab disse que, contra Rendón, Goudreau e Vergara, como estão fora do país, o Ministério Público solicitará sua inclusão com um alerta vermelho no sistema da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), bem como sua  extradição para a Venezuela .

Juan José Rendón é um reconhecido conselheiro da direita na América Latina, esteve ao lado do ditador Piñera no Chile, o ditador Juan Orlando Hernández em Honduras, o usurpador Juan Guaidó e a direita corrupta do México.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − quatro =