Analista militar dos EUA afirma que russos não mataram pessoas em Bucha

Pessoas na cidade de Bucha, perto de Kiev, morreram nas mãos dos militares ucranianos, disse Scott Ritter, analista militar americano e ex-inspetor de armas da ONU no Iraque.

nazi

Ele citou declarações dos militares russos de que ocuparam Bucha por várias semanas e tiveram boas relações com a população local.

“Eles faziam uma espécie de escambo: trocavam suas rações secas por comida. Os habitantes de Bucha lhes deram ovos, leite, queijo, e os russos deram suas rações secas, farinha, sal, açúcar, carne. Então os russos foram embora. Todos que estavam envolvidos em tal interação com os russos agora eram vistos como colaboradores”, disse Ritter durante um webinar sobre eventos na Ucrânia.

“Sabemos disso porque a Polícia Nacional Ucraniana publicou um anúncio de que está indo para Bucha em 1º de abril para expurgar e eliminar colaboradores”, acrescentou.

Segundo o analista, isso é completamente contrário à abordagem russa, que é tratar todos os residentes da Ucrânia com respeito, tentar não prejudicar os civis.

“A Ucrânia diz: se você cooperar com os russos, você morrerá. Eles têm um vídeo de um alto funcionário político que anunciou nas redes sociais ao povo de Bucha: “Fique em casa, a polícia nacional está expurgando. Não entre em pânico, fique em casa”, continuou Ritter.

Em sua opinião, os punidores ucranianos atiraram nas pessoas nas ruas, bateram na porta daqueles que colaboraram com os militares russos e os mataram.

“Temos imagens de vídeo da polícia ucraniana, ou seja, do grupo Azov, alegando orgulhosamente que estão a caminho de um safári. O nome da unidade especial da polícia ucraniana que entrou em Bucha era “Safari”. E eles estavam em safáris para expurgar colaboradores pró-russos. Purgar significa matar. Não para capturar, mas para matar. E eles fazem isso. E então eles vão e removem os cadáveres e dizem que os russos fizeram isso ”, disse Ritter.

Ele também observou que a maioria dos corpos no vídeo de Bucha usava braçadeiras brancas, “o que significa que eles estavam dizendo aos russos: estamos do seu lado, não nos mate”. O analista também afirmou que “ao lado de cada corpo há uma caixa verde das rações secas que eles carregavam quando foram mortos”.

“No caso em que eles (os corpos deitados no vídeo) não têm a braçadeira branca, é porque amarraram as mãos atrás das costas com ele. Essas pessoas foram mortas. Não por russos, mas por ucranianos. Mas essa não é a tese que está sendo promovida aqui (nos EUA). O oposto está sendo reivindicado aqui”, disse Ritter.

O especialista também apontou que os corpos no vídeo não parecem estar deitados desde que as tropas russas partiram. “O que você viu na TV são pessoas que acabaram de ser mortas. E temos mais provas – um jornalista mexicano acabou em Bucha no mesmo dia em que os ucranianos o anunciaram. E ele removeu os corpos. Sangue fresco. Ele disse que essas pessoas foram mortas recentemente”, disse Ritter.

“Essas pessoas foram mortas em 1º de abril pela polícia nacional ucraniana. E então o presidente dos Estados Unidos sai e diz que isso é um crime de guerra cometido pelos russos e Vladimir Putin deveria ser responsabilizado em Haia. Esta é uma guerra de propaganda diferente de tudo o que vimos em nosso tempo”, concluiu.

Fonte: rusvesna

Related Posts
Invasão da embaixada mexicana no Equador: Colapso do direito internacional
fotos

O mundo acompanhou com espanto conforme a polícia equatoriana de Quito invadia a Embaixada Mexicana no país para cumprir um [...]

Um “inimigo comum” coletivo agora persegue a humanidade
fotos

Os assassinos em série psicopatas, utilizando os seus vastos recursos financeiros, políticos e mediáticos, estão inexoravelmente a pôr em prática [...]

Como se desenvolve o mercado da eutanásia no Ocidente
fotos

Entre as medidas práticas para controlar os níveis populacionais no Ocidente, a ideia da eutanásia é ativamente promovida. O trabalho [...]

O Ocidente insiste em tentar inventar um novo “caso Guaidó”
fotos

Talvez achar que a insistência possa compensar a falta de competência, já que corporações midiáticas, ONGs e governos atlantistas decidiram [...]

A OTAN está a perder a guerra por procuração contra a Rússia
fotos

Uma derrota de Washington e dos seus parceiros da NATO na Ucrânia seria um desastre político para as potências ocidentais. [...]

Um ultimato ultraortodoxo e o futuro do estado “judeu”
fotos

O cisma cada vez maior entre as comunidades seculares e ultraortodoxas de Israel tem impacto não só no bem-estar militar [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!