Ao se despedir do Chile, Bolsonaro comete nova gafe e agradece “ao povo venezuelano”

Antes disso, ele mencionou sua “preocupação com a situação da Amazônia” e pregou uma “exploração racial”, ao invés de “exploração racional” do meio ambiente

Foto: Marcos Corrêa/PR/Agência Brasil

Jair Bolsonaro continua colecionando gafes em seus pronunciamentos, tanto no Brasil quanto no exterior. Durante discurso de agradecimento ao governo pela recepção que teve no Chile, ele causou constrangimento nos 120 participantes do almoço realizado no Palácio de la Moneda, sede do governo.

Bolsonaro “esqueceu” que vários parlamentares locais se recusaram a participar de eventos em sua presença e, além disso, houve uma grande manifestação em Santiago contra sua visita ao Chile.

Mesmo assim, com a falta de preparo característica, ao tentar agradecer o “tratamento recebido do povo chileno”, Bolsonaro se referiu aos “venezuelanos”. Depois da gafe, sorrisos tentaram disfarçar o constrangimento.

E não foi o único desconforto do dia. Mais cedo, durante a declaração presidencial conjunta com Sebastian Piñera, Bolsonaro mencionou sua “preocupação com a situação da Amazônia” e pregou uma “exploração racial”, ao invés de “exploração racional” do meio ambiente.

Da revista forum

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 18 =