Bolívia: Ex-comandante da polícia preso por massacre em Senkata

O Ministério Público atribui a Montero crimes de suposto genocídio, homicídio e lesões graves e leves, associados ao massacre de Senkata.

genocida
Em uma audiência cautelar, será determinado se Montero enfrenta o processo em liberdade ou em prisão. | Foto: La razón

A Procuradoria Geral da República da Bolívia ordenou nesta terça-feira a prisão do ex-comandante da Polícia, Rodolfo Montero, depois de comparecer para prestar depoimento sobre os fatos associados ao massacre de Senkata, pelo qual está sendo investigado pelo suposto cometimento de crimes de genocídio , homicídio, lesões graves e leves.

“Informo ao povo boliviano que o Ministério Público determinou a apreensão do ex-comandante da Polícia Boliviana, Rodolfo Montero, pelos crimes de genocídio, homicídio e lesões graves e leves em relação ao massacre de Senkata”, disse o Ministro da Governo, Eduardo del Castillo.

O mandado de prisão foi expedido pelos promotores Wálter Lora, Favio Maldonado e Iván Cernadas, enquanto Montero foi transferido para celas da Força Especial de Combate ao Crime (Felcc).

As autoridades do Ministério Público indicaram que a audiência cautelar determinará se Montero enfrentará o processo em liberdade ou de sua condição de detido.

Em 14 de novembro de 2019, dois dias após a perpetuação do golpe contra Evo Morales, a ex-presidente de facto Jeanine Áñez nomeou Montero para o cargo de Comandante da Polícia, em detrimento de Yuri Calderón.

No dia 19 do mesmo mês, a repressão policial-militar ao cerco por setores sociais da usina de hidrocarboneto de Senkata deixou dez mortos e dezenas de feridos por arma de fogo.

Por sua vez, familiares das vítimas dos massacres de Senkata e Sacaba, Betanzos e Montero reuniram-se na cidade de La Paz para exigir o processo das autoridades que aprovaram o “Decreto de Morte” durante o golpe de 2019. E também para exigir o processo dos verdadeiros promotores do golpe, como Luis Fernando Camacho e Marco Pumari, entre outros.

Fonte: teleSUR

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!