Bolsonaro recusa mostrar o resultado do exame

O presidente Jair Bolsonaro  disse nesta terça-feira (28/04), que quer defender na Justiça o direito de não revelar o resultado de exames do Covid-19.

Bolsonaro revelou ainda que utilizou codinome no exame, de acordo com a publicação do Estadão.

“Eu sempre falei com o médico: ‘bote o nome de fantasia porque pode ir pra lá’. Jair Bolsonaro já era manjado, principalmente em 2010, quando comecei a aparecer muito. Alguém pode fazer alguma coisa esquisita. E assim foi em todo exame que eu faço tem um código”.

“Da minha parte, não tem problema mostrar (o resultado), mas eu quero mostrar que eu tenho o direito de não mostrar. Pra que isso? Daqui a pouco quer saber se eu sou virgem ou não, vou ter de apresentar exame de virgindade para você. Dá positivo ou negativo, o que vocês acham aí?”, afirmou.

“Vocês nunca me viram aqui rastejando, com coriza… eu não tive, pô (novo coronavírus). E não minto. E não minto. Eu infelizmente não tenho aqui o número da lei nem o artigo. Desculpa aqui, mas se nós dois estivermos com Aids, por exemplo, a lei nos garante o anonimato. Tá certo? Por que pra mim tem de ser diferente?”, questionou o presidente.

Na segunda-feira (27/04), o diário conservador  garantiu na Justiça Federal o direito de obter dentro de um prazo de 48 horas “os laudos de todos os exames” de novo coronavírus feitos pelo presidente da República. Mas até o momento, Bolsonaro se recusa a divulgar os resultados.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − onze =