Botijão de gás mais caro a partir de domingo

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que as distribuidoras foram comunicadas na tarde desta sexta-feira (3) pela Petrobrás que o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP Residencial), o gás de cozinha, ficará mais caro a partir deste domingo, 5 de maio.

O aumento será de 3,43%, em média, para as distribuidoras com o preço do botijão de gás de 13 quilos a R$ 26,20. É o maior valor desde o fim de setembro de 2017, quando o botijão era comercializado pela Petrobrás a R$ 18,98. Desde então, o GLP residencial acumula aumento de 38%.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), em março, quando o valor do gás de cozinha no Brasil para as distribuidoras custava R$ 25,54 em média, o Preço Final ao Consumidor chegou a R$ 69,17 em média. Sendo que no Mato Grosso, atingiu R$ 96,49.

Com a política de atrelar o preço dos combustíveis aos preços internacionais, o governo arrocha ainda mais milhões de famílias brasileiras que estão no desemprego, no subemprego, sem renda ou com a renda apertada.

Com o fim do congelamento do preço do gás, após 13 anos, em 2015, o preço do botijão de gás disparou.

Em 2017, 1,2 milhões de brasileiros recorrerem ao fogão à lenha ou carvão para cozinhar em todas as regiões do Brasil, segundo dados do IBGE, provocando um aumento de acidentes com queimaduras pelo uso do álcool e querosene no preparo dos alimentos.

Do HP

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 9 =