Brasil e EUA preparam nova tentativa de golpe na Venezuela

Venezuela denuncia planos da extrema direita e dos EUA de perturbar a paz no país

venezuela

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, desembarca no Brasil nesta sexta-feira (18/09), na cidade de Boa Vista (RR), com a missão de preparar novas ações desestabilizadoras contra o regime de Nicolás Maduro.

Pompeo visitará todos os países que fazem fronteira com a Venezuela, além do Brasil, Guiana, Colômbia,  mais o Suriname fazem parte na nova investida imperialista.

É provável que a nova investida dos EUA na região, fazem parte da estratégia de Trump visando sua reeleição no mês de novembro. E a velha máxima dos políticos norte-americanos, “para resolver um problema interno, cria-se um problema externo”.

Venezuela mobiliza forças contra no escalada

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou nesta sexta-feira os planos da extrema direita, da oposição e do governo dos Estados Unidos de “perturbar gravemente a paz” no país, antes das eleições parlamentares de 6 de dezembro.

“A macabra direita, terrorista, golpista e o governo dos Estados Unidos ativaram planos para perturbar seriamente a paz na Venezuela”, advertiu o dignitário e disse que nos próximos dias serão apresentadas fortes evidências desses planos.

Durante uma videoconferência com as bases populares da Milícia Nacional Bolivariana, o alto dignitário também denunciou a passagem do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, por países sul-americanos com o objetivo de organizar uma possível guerra contra a Venezuela.

“Mike Pompeo está em uma viagem de guerra contra a Venezuela e falhou em todas as suas tentativas de fazer os governos do continente se organizarem em uma guerra contra a Venezuela”, denunciou o presidente.

Ao mesmo tempo, o chefe de Estado rejeitou as campanhas de difamação promovidas diariamente pelos principais consórcios de comunicação de países como Espanha, Reino Unido e Estados Unidos que distorcem a realidade do povo venezuelano.

Da mesma forma, exortou a Milícia Nacional Bolivariana e as Forças Armadas Nacionais Bolivarianas a “estarem mais prontos, melhor preparados para defender a paz, a integridade territorial e nosso direito ao desenvolvimento”, acrescentou e destacou que estes são o poder popular do povo.

De várias partes do país, a Milícia Nacional Bolivariana reafirmou seu compromisso com a defesa integral do território marítimo e terrestre da Venezuela. Neste sentido, as manifestações desde a Plaza de Chuao, município de Santiago Mariño de Aragua afirmam na segurança e proteção da costa para garantir o Sistema Defensivo Territorial.

Além disso, foi informado que 4 milhões 512.552 milicianos e mulheres são formados e organizados no país em: 1.157 grupos populares de Defesa Integral; 14.383 bases populares de Defesa Integral e 51.360 unidades populares de Defesa Integral ”.

“Mil olhos, mil ouvidos, os inimigos da Venezuela estão em uma fase de desespero porque a Venezuela vai consolidar a paz”, acrescentou, e reiterou que contra “a Venezuela eles não poderão. Somos feitos para a luta, para a resistência, para força espiritual que a Venezuela nunca vai desistir! ”, disse. (Com TeleSur)

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =