China repudia ingerência dos EUA nos assuntos internos da Venezuela

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China disse que seu país está acompanhando de perto a situação política na Venezuela.

A China mostrou na quinta – feira seu apoio ao governo venezuelano e censurou a ” intrusão nos assuntos internos” dos EUA. do país sul-americano, depois que Washington reconheceu como legítimo o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó.

“A China apóia os esforços do governo da Venezuela para manter sua soberania, independência e estabilidade”, disse a porta-voz da chancelaria chinesa, Hua Chunying, em entrevista coletiva.

O funcionário chinês exortou os setores da oficialidade partido e a oposição para se opor a interferência externa e para resolver atritos por meios pacíficos, no quadro da Constituição.

Hua Chunying enfatizou que a participação de forças externas afetará negativamente a situação no país latino-americano.

“Esperamos que todas as partes se oponha a qualquer interferência externa nos assuntos internos da Venezuela. E evitar complicar a situação e contribuir para a manutenção da estabilidade”, disse o porta-voz do ministério respondendo a uma pergunta de um correspondente TASS sobre isso.

A autoridade disse que seu governo está acompanhando de perto a situação na Venezuela e acrescentou que “Pequim apoia os esforços do governo venezuelano para manter sua soberania”.

“Sempre seguimos o princípio da não-interferência nos assuntos internos de outros países, nos opomos à interferência estrangeira nos assuntos internos da Venezuela e esperamos que a comunidade internacional também siga esse princípio”, concluiu.

Telesur

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 14 =