Começa a produção do mais novo foguete Soyuz-5 na Rússia

fotos

O Centro Espacial de Foguetes “Progress”, localizado na cidade de Samara, iniciou a produção do mais novo foguete da classe Soyuz-5. Este evento foi anunciado hoje (31/05) pelo diretor geral da empresa Dmitry Baranov.

“Hoje começamos a fabricar tanques para o veículo de lançamento Soyuz-5”. Nós não temos o direito de atrasar o tempo de produção do foguete e acreditamos que somos capazes de cumpri-los ”, disse ele a repórteres.

O foguete Soyuz-5 (Irtysh) foi desenvolvido pela RKK Energia desde 2016. Está prevista a conclusão do projeto até 2021, e em 2022, serão realizados os primeiros testes de voo. No futuro, o veículo espacial deverá ser lançado a partir do cosmódromo de Baikonur, e poderá ser usado para lançar a nave tripulada “Federação” em órbita próxima da Terra.

Anteriormente, o chefe do “Roskosmos” Dmitry Rogozin disse que o “Soyuz-5” é criado como uma alternativa aos foguetes americanos, com o qual o preço é bastante competitivo.

“Também temos uma certa reserva, estamos prontos para“ competir ”com eles. O foguete Soyuz-5 destina-se a concorrer  no mercado comercial, isto é, não apenas para resolver tarefas de estado. O preço, deverá ser tal que, com todas as controvérsias das políticas econômicas dos nossos concorrentes, eles ainda não seriam capazes de baixar o preço o suficiente para competir conosco ”, ressaltou Rogozin.

Só para recordar, ontem o Departamento de Defesa dos EUA incluiu a Rússia na lista de países cujos serviços as empresas americanas estão proibidas de usar para os lançamentos espaciais. Esta regra entrará em vigor em 31 de dezembro de 2022. Esta decisão foi criticada por representantes da NASA, que observaram que a cooperação entre Washington e Moscou no espaço é um “canal positivo de interação”.

Fonte: Artigo traduzido e adaptado do ANNA News

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!