Destaques das notícias sobre ciência e tecnologia da China

Beijing, 10 fev (Xinhua) – Os destaques das notícias de ciência e tecnologia da China na semana passada são os seguintes:

– Descobertas e estudos arqueológicos mostraram que a China foi um dos primeiros lugares do mundo a domesticar porcos há cerca de 9.000 anos.

A pesquisa confirma que ossos de porco escavados no local da relíquia de Jiahu, no condado de Wuyang, na província de Henan, na China, datam de 9.000 anos atrás e pertencem a porcos domésticos.

– Os cientistas desenvolveram atlas cerebrais estruturais para população pediátrica chinesa, oferecendo uma ferramenta básica para futuros estudos sobre o desenvolvimento do cérebro de crianças chinesas.

– Um estudo realizado por astrônomos chineses e australianos desenvolveu a primeira imagem tridimensional precisa do aspecto distorcido da Via Láctea, mostrando que o disco da galáxia não é plano, mas torcido e retorcido para longe do centro.

– Um estudo conjunto de pesquisadores da China, Espanha e Dinamarca revelou a história evolutiva do íbis-de-crista através de sequências genômicas completas de amostras populacionais modernas e históricas, oferecendo referências para uma melhor proteção desta espécie em extinção.

– Pesquisadores revelaram que a China fez grandes esforços para proteger e restaurar ecossistemas naturais em suas zonas áridas e semiáridas.

Um total de 1.936 quilômetros quadrados de áreas agrícolas foram devolvidos à floresta, 5.099 quilômetros quadrados a pastos e 697 quilômetros quadrados a zonas úmidas. Os ecossistemas naturais existentes foram melhorados devido à conservação efetiva e climas mais adequados, segundo o estudo.

– Um estudo recente mostra que mais de 30.000 casos de doenças infecciosas foram importados para a China continental de 2005 a 2016, e os tipos de doenças infecciosas importadas aumentaram de dois em 2005 para 11 em 2016.

Do China Daily

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − dez =