Efeito colateral: Coronavírus pode provocar ‘devastadora’ escassez de preservativo

Um fato inusitado que poderia ser  cômico se não fosse em um momento trágico! Uma escassez global de preservativos está se aproximando, devido a pandemia de coronavírus

Reprodução

Mais da metade da humanidade está confinada em seus lares, enquanto um vírus altamente contagioso espalha pelo mundo, forçando uma parcela considerável de governos em todo o mundo ordenar o fechamento de negócios considerados não essenciais.

Fábricas são fechadas e há interrupção das cadeias de suprimentos, anunciou a principal fabricante de contraceptivos do mundo junto com o alerta das Nações Unidas sobre consequências “devastadoras”.

A Malásia – um dos maiores produtores mundiais de borracha e uma das principais fontes de preservativos – impôs um bloqueio nacional no mês passado, quando as infecções atingiram o nível mais alto do sudeste da Ásia.

As restrições às operações da gigante contraceptiva malaia Karex, que fabrica um em cada cinco preservativos em todo o mundo, significam que a empresa espera produzir 200 milhões a menos de preservativos do que o habitual entre meados de março e meados de abril.

“O mundo definitivamente verá falta de preservativos”, alertou o executivo-chefe da Karex, Goh Miah Kiat.

“É um desafio, mas agora estamos tentando o nosso melhor para fazer o que pudermos. Definitivamente, é uma grande preocupação – o preservativo é um dispositivo médico essencial. 

“Enquanto lutamos contra a pandemia do Covid-19, também há outras questões sérias que precisamos examinar”, disse ele, acrescentando que estava particularmente preocupado com o fornecimento de preservativos para os países em desenvolvimento.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =