Em 2064, população mundial começará a diminuir, segundo pesquisa feita nos EUA

 

indianos

A população do mundo vai começar a decrescer a partir de 2064, segundo estudo realizado pela Universidade de Washington.

O grupo de pesquisa da universidade se utilizou de dados da taxa de natalidade e fecundidade por mulher para simular dados em 195 países e regiões para 2100.

Os números mostram que o pico da população mundial será em 2064 com 9,7 bilhões de pessoas e que em 2100 já será de 8,8 bilhões.

No caso do Japão, a população que era de 128 milhões em 2017 cairá para cerca de 60 milhões em 2100.

Mesmo nos país com mais pessoas no mundo, como a China, a queda também será grande. Em 2100 a população chinesa cairá para cerca de 730.000 milhões, com a Índia passando de segundo país mais populoso para o primeiro lugar. A China manterá a 3° colocação, mas a Nigéria será o 2° país mais populoso do mundo.

A maior parte dos países mais populosos do mundo estará na região do Saara e nos países do sul da África.

Em relação à composição da população, o percentual de idosos aumentará em muitos países e o mundo estará em uma situação em que a maior parte das pessoas são idosas.

Os motivos para a queda na população se deve ao maior grau educacional das mulheres e os vários métodos anticoncepcionais. No futuro, mais de 90% dos países do mundo terão uma taxa de fecundidade por mulher menor do que 2.1, que é considerada a mínima necessária para repor a população.

O grupo de pesquisa disse que o decréscimo populacional terá um grande impacto na economia mundial e que o mundo precisará pensar em formas de aumentar a população, sem ferir os direitos das mulheres.

Os resultados da pesquisa foram publicados na revista científica inglesa The Lancet.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =