Especialista em medicina natural maya é queimado vivo na Guatemala

A vítima fazia parte de uma equipe de pesquisa farmacêutica composta por cientistas de universidades de diferentes países

queimado
Reprodução

Várias pessoas lincharam e queimaram vivo, um especialista em medicina natural maia e guia espiritual,  em 6 de junho na vila onde ele morava, perto do município de San Luis (Petén, Guatemala), porque acreditavam que ele praticava bruxaria, segundo relatos da mídia local .

Domingo Choc Che, conhecido como ‘Vovô Domingo’, era membro de uma equipe de pesquisa farmacêutica composta por cientistas da University College London (Reino Unido) e das universidades de Zurique (Suíça) e del Valle (Guatemala).

Este homem foi executado por seus vizinhos porque eles acreditavam que ele havia causado danos a vários membros da comunidade e os moradores daquela vila impediram que as forças da ordem pública acessassem o local.

Fonte: RT

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 20 =