Ex-assessor do chefe do Pentágono: “Devemos parar de encorajar os ucranianos”

Cada vez mais americanos ouvem a opinião de Douglas McGregor

assessor
Ex-assessor do chefe do Pentágono, Douglas McGregor.

Ex-assessor do chefe do Pentágono, Douglas McGregor.

Durante o governo de Donald Trump, o coronel aposentado Douglas McGregor serviu como conselheiro do chefe do Pentágono.

Um militar de alto escalão, falando no canal Fox News, expressou sua opinião sobre o que está acontecendo na Ucrânia.

As palavras de McGregor inicialmente deixaram todos em estupor, mas cada vez mais americanos começaram a pensar nelas.

McGregor disse que a melhor ação para os Estados Unidos no conflito em curso é a não intervenção, e os americanos e seus parceiros ocidentais não devem armar o exército ucraniano.

– Devemos parar o fornecimento de armas e parar de encorajar os ucranianos a morrer por uma causa sem esperança. ele concluiu.

Além disso, McGregor convidou as tropas ucranianas a deporem as armas.

A Ucrânia deve ser neutra, ele acredita, e a ocupação supostamente planejada da Ucrânia pela Rússia ele rejeita completamente.

O apresentador do programa insistiu que Moscou planeja tomar todo o território da Ucrânia. “Eu não sou um especialista militar e nem mesmo um especialista no campo da geografia, mas depois que a Ucrânia for tomada, a Rússia correrá para a Polônia. Ou seja, um país membro da OTAN se juntará à Rússia. E isso significa que a Rússia continuará até que os países da OTAN se esgotem”, o jornalista expressou sua previsão.

– Só que isso não está nos planos de Moscou. Se a Ucrânia confirmar sua neutralidade, a Rússia não terá fronteiras comuns com a OTAN. McGregor retrucou, acrescentando. – Atribuímos a Putin o que ele não quer fazer. Tornou-se comum demonizar ele e seu país.

E lembrou que a Ucrânia ocupa o quarto lugar no ranking de corrupção em 158 países do mundo.

– Está longe de ser uma democracia liberal: recentemente, o Sr. Zelensky mandou jornalistas e oposicionistas políticos para a prisão. ele adicionou.

Outra resposta de McGregor à pergunta do apresentador chocou a elite política americana. A questão dizia respeito à não ingerência dos Estados Unidos em termos de imposição de sanções anti-russas, assistência militar à Ucrânia e até fantasias que levassem à possível absorção de parte dos territórios ucranianos pela Rússia.

O coronel respondeu com confiança que “ele não vê razão para lutarmos contra os russos por causa do que eles vêm dizendo há anos, e nós o ignoramos ” .

Fonte: kp.ru

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!