Gastos colossais com cartão corporativo de Bolsonaro repercutem na mídia internacional

idiota

Os gastos da presidência Bolsonaro com cartão corporativo provocaram estupefação da imprensa francesa, depois que o sigilo de 100 anos foi levantado.

“Brasil: Jair Bolsonaro comprava sorvetes e pizzas com o cartão presidencial”, destaca o jornal Libération. “Se o dinheiro não tem cheiro, para Bolsonaro ele tem certamente um sabor”.

“No total, R$ 27,6 milhões, ou um pouco mais de 5 milhões de euros, foram gastos durante o mandato Bolsonaro, desde 2019, até sua derrota para Lula. Muito dessas transações chamam a atenção, principalmente hospedagens de luxo e refeições caras. O ex-presidente usava facilmente o cartão durante seu mandato e não se comedia nas despesas”.

“R$ 55.000 foram gastos num final de semana numa das redes de padarias do país, Santa Marta, bem no momento em que um dos filhos de Bolsonaro, Eduardo, celebrava seu casamento, no Rio, em 2019”, observa.

Para o quotidiano parisiense, os gastos contrastam com a realidade de insegurança alimentar do país. “O Brasil é um dos países mais desiguais do mundo. Segundo a Rede Brasileira de Pesquisadores sobre a Soberania e a Segurança Alimentar, mais da metade dos habitantes do país, 125 milhões, não têm certeza de que poderão comer num futuro próximo”.

As despesas também ganharam destaque no Ouest-France, um dos principais jornais regionais do país: “No Brasil, as inverossímeis despesas de Jair Bolsonaro com o cartão presidencial”, diz o jornal.

“A quebra do sigilo sobre os gastos do ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro revela gastos extraordinários pagos com o cartão presidencial nos quatro anos de mandato”, continua a publicação.

“A maior despesa em alimentação é que suscita mais interrogações: R$ 109.266 gastos de uma vez só num modesto restaurante de Boa Vista. Suficiente para comprar mais de 2.000 vezes o prato mais caro, o de frango assado com farofa, pelo preço unitário de R$ 50”, calcula.

O diário lembra que Bolsonaro “gabou-se várias vezes ao longo de seu mandato de não gastar ‘um centavo sequer’ com o cartão corporativo, contrariamente aos seus predecessores”.

“As incríveis despesas de Jair Bolsonaro durante seu mandato”, aponta o Sud-Ouest, outro dos principais jornais regionais. “Somas colossais.”

“Um pagamento de mais de R$ 71.000 foi efetuado dia 2 de janeiro de 2022 num posto de combustível de Santa Catarina, onde Bolsonaro provocou um escândalo fazendo jet-ski enquanto terríveis inundações atingiam diversas regiões do pais”.

O jornal também qualifica as despesas de “surpreendentes”.

Fonte: DCM

Related Posts
Delação de assassino de Marielle joga luz sobre as relações das milícias com autoridades
fotos

A morte de Marielle teria sido encomendada pelos Brazão por causa de sua atuação nas comunidades, em especial em Jacarepaguá

Os judeus e o comunismo na cultura brasileira
fotos

Mesmo com toda a romantização do Holocausto e com uma intensa presença da esquerda na vida cultural, as questões do [...]

Marielle, milícias e mais: relatórios de inteligência da intervenção militar no RJ sumiram
fotos

O resultado da investigação da Polícia Federal (PF) sobre o assassinato da ex-vereadora do PSOL Marielle Franco e do motorista [...]

Como Eduardo Bolsonaro e comitiva articulam com parlamentares dos EUA punições ao Brasil
fotos

Comitiva bolsonarista passa uma semana nos EUA e tenta convencer republicanos e lobistas de que Brasil viveria ditadura

Brasil não cumpre decisões da Corte Interamericana sobre polícia e Forças Armadas
fotos

Tribunal internacional condenou novamente o país por crimes cometidos por policiais militares

Denunciado por incitação, bolsonarista agora se diz apoiador de Boulos e do PT
fotos

“Segunda-feira eu tô lá em Brasília levando o capacete para o presidente [Lula]”, diz em um vídeo no Instagram um [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!