Genocídio, Brasil ultrapassa os 100 mil mortos!

No dia em que o Brasil ultrapassou a marca dos 100 mil mortos pela Covid-19, 100.543 para ser mais exato, o Legislativo e o Judiciário decretaram luto.

Enquanto o Executivo tenta mudar a narrativa para dizer que “o Governo do Brasil trabalhou desde muito cedo para não deixar ninguém para trás”.

Como trabalhou muito cedo?

Desde o início da pandemia o governo de Jair Bolsonaro, sabotou todas as tentativas de minimizar os números de mortos, com a achatamento da curva de contágio. Ao invés das medidas necessárias adotados por outros países que conseguiram controlar a pandemia, como o uso obrigatório do uso de máscara e o isolamento social, utilizou a retórica do negativismo, afirmando que era só uma gripezinha! E indicando a cloroquina como a solução para cura da doença sem nenhuma comprovação científica.

No Ministério da Saúde, Bolsonaro minou as poucas iniciativa para o combate da pandemia, com a troca de ministros e a substituição de técnicos por indicados sem nenhuma qualificação pelo general Pazuello, o atual marionete da pasta.

Pelo Twitter, a Secom lamentou a morte dos 100 mil mas diz que “são muitos os números que merecem ser divulgados”:

“Quase 3 milhões de vidas salvas ou em recuperação;

Um dos menores índices de óbitos por milhão entre grandes nações;

Um dos países que mais recupera infectados, sempre com índice de recuperação acima dos 95%”.

secom

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + oito =