Hacker que desmascarou Moro e Dallagnol afirma que era fã da Lava Jato

hacker

O hacker Walter Delgatti Neto, de Araraquara (SP), disse à revista Veja que era fã da Lava Jato e que invadiu os arquivos do procurador Deltan Dallagnol no Telegram por interesse acadêmico.

Estudante de Direito, Delgatti disse que se revoltou ao descobrir que a força-tarefa forjava provas contra os denunciados.

“Eu era fã. Mas, assim que entendi a manipulação deles, eu me senti enganado. Vi que a Lava Jato era mais política do que jurídica”, revelou o hacker à publicação da Abril.

O conteúdo apreendido pela Polícia Federal ocupa mais de 7 terabytes e ainda é uma incógnita. Para se ter uma ideia, o que foi cedido por Delgatti ao site The Intercept Brasil somava 56 gigabytes, ou seja, menos de 1%.

Delgatti acredita que o material apreendido pela Operação Spoofing tem potencial para anular toda a Lava jato.

O hacker sabe o que diz.

Após o Carnaval, muito provavelmente, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal irá julgar a suspeição do ex-juiz Sergio e, consequentemente, a anulação da condenação do ex-presidente Lula no caso tríplex.

Fonte: Blog do Esmael

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =