Instigado por Bolsonaro, grupo invade hospital de referência no Rio

hospitais

Instigado por transmissão de Bolsonaro em redes sociais, um grupo de pelo menos seis pessoas entrou no Hospital municipal Ronaldo Gazolla, unidade de referência no tratamento da Covid-19 no Rio de Janeiro, e invadiu alas restritas a médicos e pacientes na tarde desta sexta-feira 12/06. De acordo com relatos feitos por profissionais ao jornal O Globo, uma mulher, pertencente ao grupo, muito alterada, teria chutado portas, derrubado computadores e até tentado invadir leitos de pacientes internados.

Fontes disseram ao jornal que as pessoas seriam parentes de uma pessoa que morreu por coronavírus na unidade. Revoltados, eles gritavam, pelo quinto andar da unidade, que tinham direito de verificar os leitos, para ver se estavam mesmo ocupados, e por vezes, ainda segundo relatos de quem presenciou tudo, também gritavam: “Mentira! mentira!”

Em uma das imagens mostradas por quem testemunhou a confusão, é possível ver que uma das mulheres, que precisou ser contida por guardas, deixou até os chinelos para trás. Procurada, a Secretaria municipal de Saúde ainda não se manifestou.

Em transmissão ao vivo nas redes sociais na noite de quinta-feira 11/06, Jair Bolsonaro pediu para seus apoiadores entrarem em hospitais de campanha para filmar as instalações.

Veja:

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 18 =