Instituto FSB confirma ampla vantagem de Lula sobre Bolsonaro

assimetria

Pré-candidato do PT ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera com 43% das intenções de voto, segundo pesquisa realizada pelo Instituto FSB, encomendada pelo banco BTG Pactual. O levantamento, divulgado na segunda-feira, mostra o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) com 29%, na segunda posição. Em seguida, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 9%, e Sergio Moro (Podemos), com 8%.

João Doria (PSDB), André Janones (Avante) e Eduardo Leite (PSDB) marcam 2% e Simone Tebet (MDB), 1%. Felipe D’Ávila (Novo) não pontuou. A pesquisa ainda tem 1% de brancos e nulos, 1% que não sabem/não responderam e 3% que responderam que não votarão em nenhum dos candidatos.

Na pesquisa espontânea, Lula é citado por 38% dos eleitores e Bolsonaro por 27%. Ciro é lembrado por 4%, Moro por 3% e Janones por 1%. Os demais não pontuaram. O levantamento ainda revela que 71% dos eleitores disseram que a decisão sobre o voto está tomada e não vai mudar. Outros 28% dizem que mudariam – 2% não sabem. A certeza do voto é de 83% entre bolsonaristas e 80% entre lulistas, segundo a pesquisa.

Psicopata

O Instituto FSB ouviu 2.000 pessoas das 17h do dia 18 às 15h do dia 20 de março. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-09630/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.

Para o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), além da dificuldade para viabilizar a ‘Terceira Via’, o levantamento aponta que Bolsonaro acumula sólida rejeição e aparece como o candidato que o povo quer derrotar.

— A rejeição ao governo é de 53%, mas a rejeição à forma como Bolsonaro governa é de 61%. 59% dos eleitores afirmam que não votarão nele de jeito nenhum. 24% dos entrevistados admitem mudar o voto só para derrotar Bolsonaro, enquanto 9% dizem o mesmo sobre Lula — acrescentou o parlamentar.

O resultado disso, segundo o parlamentar, é que Bolsonaro perde em todos os cenários de segundo turno. “Esse psicopata será derrotado, pagará por seus crimes e reconstruiremos o Brasil!”.

Fonte: CdB

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!