Lula amplia vantagem frente adversários para eleições de 2022

No primeiro cenário proposto, Lula aparece com 3 pontos percentuais a mais do que registrado no estudo de agosto e agora tem 43% das intenções de voto. Em segundo lugar está Jair Bolsonaro, com 28%. Por sua vez, as intenções de voto em Bolsonaro cresceram 4 pontos entre agosto e setembro.

líder
Reprodução

Pesquisa do instituto Ipespe, compartilhada nas redes sociais nesta sexta-feira, consolida o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na liderança nas intenções de voto em todos os cenários para a eleição presidencial de 2022. Segundo o levantamento, Lula venceria qualquer outro candidato no segundo turno.

No primeiro cenário proposto, Lula aparece com 3 pontos percentuais a mais do que registrado no estudo de agosto e agora tem 43% das intenções de voto. Em segundo lugar está o presidente Jair Bolsonaro, com 28%. Por sua vez, as intenções de voto em Bolsonaro cresceram 4 pontos entre agosto e setembro.

Na sequência vêm Ciro Gomes (11%), João Doria (5%), Luiz Henrique Mandetta (4%) e Rodrigo Pacheco (2%). Brancos, nulos e indecisos contabilizam 7%.

Adversários

No segundo cenário, com número maior de potenciais candidatos, Lula segue com larga vantagem, chegando a 42% das intenções de voto. Também aqui ele é seguido por Bolsonaro, com 25%. Depois aparecem Ciro Gomes (9%), Sergio Moro (7%), Luiz Henrique Mandetta (3%), José Luiz Datena (3%), Eduardo Leite (3%), Simone Tebet (1%), Rodrigo Pacheco (1%) e Alessandro Vieira (0%).

Nas simulações do Ipespe para o segundo turno, Lula também venceria todos os possíveis adversários, se as eleições fossem hoje: Jair Bolsonaro (50% a 31%), Sérgio Moro (53% a 34%), Ciro Gomes (49% a 30%), Eduardo Leite (49% a 21%) e João Doria (50% a 24%).

Sem Lula na simulação, Bolsonaro também seria derrotado por Ciro (45% a 34%), Doria (39% a 35%) e Leite (36% a 33%). Contra esses dois últimos, porém, a diferença está dentro da margem de erro, que é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O Ipespe entrevistou mil pessoas de 16 anos ou mais, de todas as regiões do Brasil, entre 22 e 24 de setembro. Ao contrário das anteriores, essa pesquisa não foi encomendada pela XP Investimentos.

Fonte: CdB

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!