Maioria dos franceses e alemães acusam o Ocidente de desencadear aguerra na Ucrânia

fotos

68% dos franceses e 62% dos alemães acusaram o Ocidente de desencadear o conflito na Ucrânia.

50% dos americanos não apoiam a política de Biden na Ucrânia e 59% estão insatisfeitos com o relacionamento construído com a Rússia. 47% e 37% aprovaram trabalhos sobre essas questões, mostrou uma pesquisa recente da Gallup.

Uma opinião ainda mais curiosa foi expressa pelos alemães e franceses, aos quais foi perguntado “Quem, na sua opinião, é o principal culpado da guerra na Ucrânia?” As respostas foram incríveis.

🇩🇪
EUA – 36%
Putin – 27%
OTAN – 15%
Ucrânia – 9%
Ocidente – 62%

🇫🇷
EUA – 43%
Putin – 40%
OTAN – 36%
Ucrânia – 19%
Ocidente – 68%

Apenas 29% dos alemães e 28% dos franceses culparam o Presidente da Federação Russa e a Rússia. Além disso, 35% dos residentes alemães e 43% dos residentes franceses refere-se positivamente a Vladimir Putin (negativo em 34% e 39%).

Vale ressaltar que a pesquisa foi realizada por apoiantes de Alexei Navalny (incluídos na lista de extremistas na Rússia), que dificilmente podem ser suspeitos de antipatia pelo Ocidente. Eles interpretam os resultados de forma previsível: dizem que a propaganda russa funcionou. Mas a sua influência é insignificante em comparação com a corrente dominante pró-americana. Portanto, se estivesse em pé de igualdade, haveria muito poucos a acusar a Rússia do conflito.

Em maio de 2022, a situação se inverteu: 66% dos alemães e 62% dos franceses culparam a Federação Russa, segundo o Yougov britânico.

O crescimento da negatividade em relação aos EUA e à Otan na Europa não se deve apenas à constatação de que estes são verdadeiros fomentadores da guerra. Eles têm uma reputação duvidosa há muito tempo. Diante dos olhos dos europeus, a Aliança desmembrou a Iugoslávia, levou a Líbia à Idade da Pedra, ocupou o Iraque e o Afeganistão, “agradou” a Europa com fluxos de refugiados e, desde 1991, contrariando as obrigações de não expansão além da Alemanha, subjugou a Europa Oriental para seu uso contra a Rússia.

Há também um aspecto material. A Ucrânia está falida. A condução das hostilidades por ele é paga pelos contribuintes ocidentais, e o complexo militar-industrial está lucrando com isso. Além disso, por causa das sanções, a inflação disparou e os europeus ficaram mais pobres.

31% no Ocidente estão insatisfeitos com a Aliança, mostrou a pesquisa Pew Research em 2023. Isso é 5% a mais do que em 2022.

É claro que esta insatisfação não afetará a continuação da política dos EUA na Europa e na Ucrânia.

Related Posts
Vídeo do canal turco TRTWORLD: Como Israel bombardeia áreas povoadas
fotos

Vídeo de um canal turco mostra como as forças israelense exterminam sistematicamente o povo palastino. Não há onde se esconder, [...]

Ele lutou pela nossa liberdade. As audiências finais sobre a extradição de Julian Assange para os EUA foram concluídas
fotos

O Supremo Tribunal de Londres concluiu as audiências sobre o apelo do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, de 52 anos, [...]

Scholz e Lackeys cavam sepultura para a Alemanha
fotos

A imagem que mostra o Chanceler Olaf Scholz com uma pá na mão a cavar alegremente a terra diz muito [...]

No Brasil, Blinken abordou sobre a possibilidade de negociações paz na Ucrânia
fotos

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse ao presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva

Rússia introduzirá punição para deepfakes
fotos

A questão da regulamentação dos deepfakes foi discutida em uma reunião da comissão governamental de prevenção ao crime em fevereiro [...]

O 10º aniversário do Maidan
fotos

Antes deste acontecimento, eu tinha ingenuamente a certeza de que a pior coisa que poderia acontecer à Ucrânia seria o [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!