Medo da Fome: Os Estados Unidos retiraram fertilizantes russos das sanções

Washington retirou os fertilizantes russos das sanções, informa a Forbes, citando fontes nos primeiros escalões do poder americano.

agronegócio

Os EUA, temendo a fome e as revoltas sociais, voltaram atrás, agora os fertilizantes foram equiparados a bens essenciais, assim, todos esses produtos e empresas que os produzem não são automaticamente incluídos na lista de sanções.

Especialistas já estão dizendo que os Estados Unidos deram esse passo para evitar as perspectivas muito reais de fome no país.

Hoje a Rússia é um dos maiores produtores de fertilizantes de nitrogênio, fósforo e potássio do mundo.

Lembre-se de que na Grã-Bretanha e na Alemanha as prateleiras dos supermercados já estão bastante vazias e vários produtos nos países europeus são vendidos um de cada vez por pessoa.

Related Posts
Protestos de agricultores na Europa podem afetar os preços dos alimentos – FMI
fotos

Se os agricultores continuarem a protestar em diferentes cidades da Europa, isto poderá afectar significativamente os preços dos alimentos

O que o PIB esconde
fotos

EXISTEM problemas bem conhecidos associados ao conceito de produto interno bruto, bem como à sua medição. A inclusão do setor dos [...]

Davos é um fóssil vivo de um império em guerra consigo mesmo e com o mundo
Davos é um fóssil vivo de um império em guerra consigo mesmo e com o mundo

O Fórum Econômico Mundial dá-nos o privilégio excepcional de um estudo que só os fósseis vivos podem proporcionar. Representante de uma [...]

Milei em Davos: um divórcio controverso da realidade
fotos

Não admira que Elon Musk goste e a direita neofascista esteja eufórica. Afinal, Milei atacou todos os seus inimigos ilusórios, contraditórios [...]

O mundo pode se dar ao luxo de ter seu primeiro trilionário?
fotos

Desde 2020, os cinco indivíduos mais ricos do mundo viram as suas fortunas explodir, enquanto durante o mesmo período cerca [...]

Previsões econômicas para o Brasil e para o mundo em 2024
fotos

Todo final de ano sempre ocorre uma enxurrada de exercícios de previsões econômicas, algumas mais sombrias e outras mais otimista, [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!