Milei: Outro louco que também não está sozinho

Isso não é surpreendente quando ele mesmo diz que fala com Deus e com os animais (vivos e mortos) e que afirma ser o escolhido pela divindade para consertar o mundo.

fotos

Por  Juan Torres López

O próprio Milei disse que foi abusado física, verbal e psicologicamente por sua mãe e seu pai e que, aos 52 anos de idade, ainda não fala com eles. É de se perguntar como um homem que não conseguiu nem mesmo resolver um problema emocional com seus pais pode cuidar de milhões de estranhos e de pessoas com as quais não tem nenhum vínculo por meio da política. A resposta é fácil e pode ser encontrada nas próprias declarações de Milei, que podem ser vistas em uma infinidade de vídeos nas redes sociais: devolver aos outros os golpes, a violência e o desrespeito que recebeu em sua infância e juventude.

Como exemplo deste último, vale a pena mencionar o tratamento e os “argumentos” que Milei dedicou ao chefe de gabinete de Mauricio Macri: “Parasita inútil, incompetente, inepto, idiota, sanguessuga, estúpido, filho da puta, não apresentável, tolo, um lixo (…) ele deveria levar um chute na bunda… deveria ser jogado em uma ilha abandonada… sua cabeça deveria ser cortada com uma Katana”. E essas não são suas palavras mais sujas, nem seus insultos mais rudes, nem seus argumentos mais baixos. Procure outras declarações dele na Web e você verá seu estado de espírito e que ele não se arrepende de nada disso: “Os idiotas que criticam meus modos, eu não dou a mínima”.

Milei não se comporta como um louco apenas quando afirma ser capaz de falar com animais ou quando insulta sem restrições ou modéstia.

Dizer que planeja abolir o banco central pode soar como um debate econômico, mas quando Milei propõe a abertura de um mercado para a compra e venda de órgãos humanos, o que se pode pensar dele?

Entretanto, olhar apenas para a loucura de Milei é contemplar o menos importante. Milei, assim como Trump e outros líderes de extrema direita que estão começando a se espalhar como cogumelos, chegaram onde estão porque são loucos úteis, muito úteis.

O argentino disse que teve de entrar na política para combater a censura, quando na verdade foi estratégica e privilegiadamente impulsionado à popularidade na mídia do grande capital, onde ninguém dá ponto sem nó. Em 2018, ele foi entrevistado 235 vezes na televisão e ficou no ar por mais de 53 horas no total, 13 a mais do que o economista com o segundo maior número de aparições.

Milei não é um homem solitário, assim como Trump não era. Eles sobem na hierarquia política porque é isso que aqueles que controlam o dinheiro e a mídia decidem e querem.

Eles sabem muito bem que as propostas bizarras de Milei são bárbaras e nunca poderão ser implementadas. Mas descobriram que seu histrionismo, sua violência verbal e suas mentiras (o Washington Post contabilizou 30.573 declarações falsas ou enganosas para Trump em quatro anos no cargo) desmobilizam a sociedade, promovem a polarização e destroem as relações sociais e as instituições baseadas na confiança. É isso que eles buscam: criar um clima de confronto permanente, confusão e destruição da democracia que torne materialmente impossível a implementação de políticas sociais e de redistribuição de riquezas que limitem os privilégios do capital. Ou alguém é tão ingênuo a ponto de acreditar que esses loucos desbocados surgiriam na mídia, na política e na sociedade sem o apoio e o financiamento dos senhores do mundo?

Fonte: juantorreslopez.com

Related Posts
Delação de assassino de Marielle joga luz sobre as relações das milícias com autoridades
fotos

A morte de Marielle teria sido encomendada pelos Brazão por causa de sua atuação nas comunidades, em especial em Jacarepaguá

Os judeus e o comunismo na cultura brasileira
fotos

Mesmo com toda a romantização do Holocausto e com uma intensa presença da esquerda na vida cultural, as questões do [...]

Marielle, milícias e mais: relatórios de inteligência da intervenção militar no RJ sumiram
fotos

O resultado da investigação da Polícia Federal (PF) sobre o assassinato da ex-vereadora do PSOL Marielle Franco e do motorista [...]

Como Eduardo Bolsonaro e comitiva articulam com parlamentares dos EUA punições ao Brasil
fotos

Comitiva bolsonarista passa uma semana nos EUA e tenta convencer republicanos e lobistas de que Brasil viveria ditadura

Brasil não cumpre decisões da Corte Interamericana sobre polícia e Forças Armadas
fotos

Tribunal internacional condenou novamente o país por crimes cometidos por policiais militares

Denunciado por incitação, bolsonarista agora se diz apoiador de Boulos e do PT
fotos

“Segunda-feira eu tô lá em Brasília levando o capacete para o presidente [Lula]”, diz em um vídeo no Instagram um [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!