Nicarágua inicia projetos de energia nuclear com ajuda russa

nicarágua
Reunião de trabalho da delegação russa da Rosatom com funcionários da Nicarágua em Manágua, 9 de fevereiro de 2022. Foto: 19digital

Hispantv – Nicarágua informa que deu o primeiro passo dos projetos acordados com a Rússia sobre o uso da energia nuclear nas áreas de medicina e agricultura.

A vice-presidente da Nicarágua, Rosario Murillo, anunciou nesta quarta-feira que começou a fase de planejamento de projetos de investimento em energia renovável e projetos de saúde com o fornecimento de tecnologias nucleares para o atendimento de pessoas com câncer.

Ele acrescentou que a cooperação russa através do uso de energia atômica está projetada no campo da agricultura “para o fornecimento e aplicação de produtos nucleares, como o uso de isótopos e técnicas de radiação para combater pragas e doenças”, aumentar a produtividade das culturas, produção pecuária e a proteção dos recursos hídricos, bem como a segurança e autenticidade dos alimentos.

Para isso, uma delegação da Corporação Estatal de Energia Atômica da Federação Russa (Rosatom) realizou reuniões em Manágua (capital da Nicarágua) com representantes do Ministério de Energia e Minas, do Ministério de Finanças e Crédito Público, do Ministério da Saúde , do Instituto Nicaraguense de Previdência Social e do Instituto Nicaraguense de Tecnologia Agrícola.

T74
Tanque russo T-72 do Exército da Nicarágua durante um desfile militar em Manágua.

O intercâmbio entre as nações é realizado no âmbito da Comissão Mista entre Rússia e Nicarágua para o desenvolvimento econômico e comercial e cooperação técnico-científica.

Em dezembro passado, Manágua e Moscou assinaram um  acordo de cooperação  “com o objetivo de promover o uso pacífico de tecnologias nucleares aplicadas à energia, agricultura e medicina”.

Para a Nicarágua, a Rússia foi um aliado que permaneceu ao seu lado mesmo quando os Estados Unidos bloquearam economicamente o país latino-americano com o objetivo de criar tal descontentamento popular que encerre o mandato do presidente Daniel Ortega.

Além disso, a Rússia disse que poderia enviar militares à Nicarágua para participar de exercícios militares conjuntos com tropas nicaraguenses ou acompanhá-los na luta contra o narcotráfico e o crime organizado. Isso em meio à escalada das tensões entre Moscou e Washington sobre a Ucrânia.

Fonte: Pátria Latina

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!