Nova rota ferroviária conecta Moscou a Quanzhou

Este é o primeiro trem de carga que viaja da China para a Europa partindo da cidade de Quanzhou, na província de Fujian

trem de carga
Um trem de carga China-Europa com destino a Moscou partiu de Quanzhou, província de Fujian, sudeste da China, em 18 de janeiro de 2022. (Xinhua/Wei Peiquan)

O primeiro trem de carga partiu da cidade portuária de Quanzhou, no leste da China, para Moscou, informou a agência de notícias Xinhua nesta terça-feira.

Este é o primeiro trem de carga que viaja da China para a Europa da cidade de Quanzhou, na província de Fujian. O trem carregado com 445 toneladas de mercadorias deve chegar à capital russa em cerca de 20 dias. O tempo para entrega de carga por via férrea será 25 dias menor do que utilizando a rota com transporte marítimo. A distância entre Quanzhou e Moscou é de 10.900 km.

Quanzhou é considerado o ponto de partida da Rota da Seda que liga a China aos países europeus e do Sudeste Asiático e ao Oriente Médio.

Related Posts
Assim o neoliberalismo capturou a família
fotos

Nos anos 60, o sistema saiu em defesa desta instituição: desmontar o Estado, exigia que ela assumisse o ônus do [...]

O que nos dizem os mercados financeiros sobre Israel e a Ucrânia?
fotos

Uma série de drones russos, iranianos e até chineses deveria servir como um lembrete de que o mercado de ações, [...]

A bala de prata contra as invasões bárbaras do Ocidente: desdolarização do sistema internacional
fotos

A desdolarização é urgente como um imperativo ético e humanitário contra as invasões bárbaras do Ocidente

Os BRICS lançarão um novo mundo em 2024?
fotos

Os BRICS duplicaram o seu número de membros no início de 2024 e enfrentam enormes tarefas pela frente: integrar os [...]

A Internacionalização do Choque Neoliberal
fotos

Olhar para os dias de hoje, sob a luz da formulação revelada pela obra "A Doutrina do Choque", de Astrid [...]

Protestos de agricultores na Europa podem afetar os preços dos alimentos – FMI
fotos

Se os agricultores continuarem a protestar em diferentes cidades da Europa, isto poderá afectar significativamente os preços dos alimentos

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!