O apocalipse iminente no varejo

loja
Reprodução

Devido ao fato da pandemia do coronavírus e os hábitos de compra das pessoas mudarem para online, as lojas físicas estão fechando em todos os lugares – geralmente para sempre.

Os shoppings estão despencando. Nomes conhecidos como JC Penney, Neiman Marcus e J. Crew entraram com pedido de falência. Cada vez mais, as opções de compras dos americanos se resumem a um punhado de lojas da Internet e lojas de conveniência.

Um relatório de pesquisa do UBS prevê que 100.000 lojas físicas dos EUA fecharão em 2025, uma tendência que começou antes da pandemia e se acelerou em meio a paralisações relacionadas ao coronavírus.

Shoppings fechados – que estavam se transformando em cidades fantasmas antes mesmo da pandemia – estão sendo convertidos em complexos de apartamentos.

O comércio eletrônico aumentou, mesmo quando as lojas reabrem, pois as pessoas têm medo de pegar o vírus nas multidões e nos espaços públicos.

Um modelo de varejo relativamente novo – compre on-line, compre na loja – está ganhando força.

“Agora que os varejistas estão reabrindo, estão descobrindo que precisam realmente olhar para o setor de vendas de maneira bastante diferente – trata-se de fazer muito mais do que apenas vender”, diz MJ Munsell, diretor de criação da MG2, uma empresa de varejo – sediada em Seattle – empresa de design arquitetônico que conta com a Nordstrom, DSW e TJ Maxx como clientes.

“Eles estão tendo que adotar  a venda on-line e a retirada na loja. Eles também estão tentando converter o piso de vendas em mais distribuição”, ou a realização de vendas pela Internet.

Sinais dos tempos, a Valentino, que vende sandálias de US $ 875 e mini vestidos de US $ 3.290, processou seu senhorio para sair do arrendamento de sua boutique de quatro andares na Quinta Avenida, em Nova York, a dois quarteirões ao sul da Trump Tower, por WSJ.

O setor de varejo perdeu cerca de 1,2 milhões de empregos entre Março e Junho, de acordo com Bureau of Labor Statistics números divulgados na semana passada.

Muitos fechamentos de lojas devido a COVID-19 que deveriam ser temporários acabarão sendo permanentes. Entre os nomes familiares que anunciaram que estão fechando algumas lojas para sempre: Nordstrom, Bath & Body Works, Gap e Zara.

A Microsoft planeja fechar todas as suas lojas de varejo, um plano que “estava em vigor originalmente para o próximo ano, mas foi acelerado pela pandemia da COVID-19”, segundo o The Verge.

A Coresight Research, que rastreia as aberturas e fechamentos de lojas de varejo, projeta que um recorde de 25.000 lojas será fechado em 2020 – acima da estimativa pré-pandêmica de 8.000. (O recorde anterior foi no ano passado, quando 9.800 lojas foram fechadas.)

“Darwinismo acelerado” é como Deborah Weinswig, CEO da Coresight Research, descreve algumas das falências de varejo de 2020 (nem todas resultaram em um amplo fechamento de lojas). O vestuário de moda sofreu mais.

“Conversamos com muitos liquidatários sobre o que está reservados para breve. As conversas recentes que tivemos sugerem que o ritmo das falências aumentará significativamente”, disse Weinswig ao Axios.

Os varejistas de orçamento Dollar General, Dollar Tree e Five Below estão contrariando a tendência – eles planejam abrir centenas de lojas.

Móveis e artigos para a casa são categorias quentes, com tantas pessoas permanecendo, o que significa que os produtos estão se tornando escassos. “Você não pode comprar um conjunto de pátio, porque as férias de todos estão lá no quintal”, diz Weinswig.

Na cidade de Nova York, não são apenas os pontos turísticos, como a Times Square, que estão repletos de placas “For Rent” e vitrines vazias (ou fechadas) das lojas. “Mesmo antes da pandemia, tivemos uma genuína crise de vagas” nos cinco distritos, diz Scott Stringer, controlador da cidade de Nova York, à Axios.

O principal corredor de varejo do bairro de Manhattan – East 86th Street – é praticamente irreconhecível, um microcosmo da ruína de uma civilização.

Fonte: Axios

Related Posts
Protestos de agricultores na Europa podem afetar os preços dos alimentos – FMI
fotos

Se os agricultores continuarem a protestar em diferentes cidades da Europa, isto poderá afectar significativamente os preços dos alimentos

O que o PIB esconde
fotos

EXISTEM problemas bem conhecidos associados ao conceito de produto interno bruto, bem como à sua medição. A inclusão do setor dos [...]

Davos é um fóssil vivo de um império em guerra consigo mesmo e com o mundo
Davos é um fóssil vivo de um império em guerra consigo mesmo e com o mundo

O Fórum Econômico Mundial dá-nos o privilégio excepcional de um estudo que só os fósseis vivos podem proporcionar. Representante de uma [...]

Milei em Davos: um divórcio controverso da realidade
fotos

Não admira que Elon Musk goste e a direita neofascista esteja eufórica. Afinal, Milei atacou todos os seus inimigos ilusórios, contraditórios [...]

O mundo pode se dar ao luxo de ter seu primeiro trilionário?
fotos

Desde 2020, os cinco indivíduos mais ricos do mundo viram as suas fortunas explodir, enquanto durante o mesmo período cerca [...]

Previsões econômicas para o Brasil e para o mundo em 2024
fotos

Todo final de ano sempre ocorre uma enxurrada de exercícios de previsões econômicas, algumas mais sombrias e outras mais otimista, [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!