O Partido Republicano pós-Trump, está destruído quase por completo

GOP
McConnell (L), McCarthy (R) e Trump. Foto: Erin Schaff-Pool / Getty Images

Os republicanos sairão da era Trump destruídos financeiramente, institucionalmente e estruturalmente. No geral as perdas são marcantes e substanciais.

Eles perderam seu poder no Congresso. Seus dois líderes, Mitch McConnell e Kevin McCarthy, são prejudicados pela lista negra corporativa dos seus membros que negaram os resultados da eleições.

A marca GOP (abreviatura de Grand Old Party), como também é conhecido o partido republicano, é radioativa para uma grande parte da América.

As proibições corporativas de doações para fundo partidário para os 147 republicanos da Câmara e do Senado que votaram contra a certificação eleitoral estão crescendo e praticamente sem retorno.

O RNC (Republican National Committee) é uma sombra de seu antigo poder e é dirigido por um membro leal a Trump.

Os democratas os esmagaram na arrecadação de fundos mesmo quando estavam fora do poder. Imagine agora, com a vantagem de ter conquistado a Casa Branca!

Mais más notícias:

Sheldon Adelson, o maior doador do partido, morreu na segunda-feira.

O NRA está mais fraco do que nunca, após escândalos massivos de sua liderança.

A Câmara de Comércio dos EUA, que já foi controlada por republicanos endurecidos, também fez doações aos democratas em 2020.

Os republicanos comuns agora estão espalhados em canais criptografados como o Signal e temerosos das plataformas Big Tech.

Os conservadores detêm o poder nos tribunais e nas legislaturas estaduais, duas peças fundamentais para reconstruir seu partido. Mas eles provavelmente enfrentarão uma guerra interna violenta sobre políticas e líderes políticos enquanto lutam com um mundo pós-Trump – seja lá onde for.

Fonte: Axios

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =