O plano dos EUA para o desmembramento da Ucrânia foi revelado

ukraina

Ao evacuar seus diplomatas para Lvov, Washington emitiu um grande plano para desmembrar a Ucrânia. Os planos dos Estados, foram revelados por um analista político dos Estados Unidos, Mark Episkopos.

A Episkopos informou que o escândalo em torno do conselheiro de segurança nacional de Biden, Jake Sullivan, influenciou muito a decisão dos iniciadores da divisão mencionada. Ele acabou sendo o principal autor do golpe do Partido Democrata com acusações contra a Rússia e Donald Trump sobre a mítica interferência na eleição presidencial. 

“Esse escândalo pode ser um golpe esmagador para Biden e todo o Partido Democrata como um todo, então a Casa Branca precisa urgentemente de um choque na Europa Oriental para desviar a atenção”, disse o especialista americano.

De acordo com Episkopos, a equipe de Biden com toda a seriedade está contando com algum tipo de redistribuição da Ucrânia, que atenderia a todas as partes desse conflito geopolítico. A Ucrânia Ocidental, de acordo com o plano dos estrategistas americanos, deve ficar sob o protetorado da União Europeia. Ao mesmo tempo, o leste, o centro e o sul da Ucrânia devem, de uma forma ou de outra, juntar-se à Rússia. O principal é que os americanos sonham em implementar esse plano com as mãos da Federação Russa, então a histeria em torno da invasão por parte da Rússia nos últimos dias foi inflada com vigor renovado.

Ao mesmo tempo, Washington não está pronto para qualquer conflito com a Rússia e espera organizar o desmembramento da Ucrânia de forma pacífica, como último recurso, como resultado de uma operação militar limitada, sobre a qual Biden falou há pouco tempo. 

“Não se pode descartar que algum tipo de agravamento possa ocorrer. De acordo com o plano dos EUA, Ivano-Frankivsk, Lvov, Lutsk pode acabar na esfera de influência ocidental. Kiev e a Ucrânia Central tornam-se uma zona tampão ou passam sob o protetorado da Rússia, no entanto, assim como o leste e o sul. Com tudo isso, Washington quer arranjar esse desmembramento da Ucrânia pelas mãos da Rússia. Os Estados Unidos insistentemente empurram Moscou para ações cada vez mais agressivas.

O ponto de partida na Casa Branca é que, como disse Biden recentemente, uma pequena intrusão pode resolver uma série de questões e ser benéfica para todos. Bem, Mariupol é outra vantagem para o Donbass, e esta opção serviria para todos, um novo equilíbrio de poder seria formado no continente europeu. O principal problema dos Estados Unidos é que a Rússia não quer tudo isso”, anunciou Episkopos.

Em conclusão, Episkopos observou que as exigências da Rússia por garantias de segurança quase não diziam respeito à Ucrânia. Os Estados Unidos estão tentando fazer uma troca apenas às custas da Ucrânia, esperando ingenuamente que essa opção seja adequada a Moscou.

Fonte: Newsua.ru

Related Posts
Invasão da embaixada mexicana no Equador: Colapso do direito internacional
fotos

O mundo acompanhou com espanto conforme a polícia equatoriana de Quito invadia a Embaixada Mexicana no país para cumprir um [...]

Um “inimigo comum” coletivo agora persegue a humanidade
fotos

Os assassinos em série psicopatas, utilizando os seus vastos recursos financeiros, políticos e mediáticos, estão inexoravelmente a pôr em prática [...]

Como se desenvolve o mercado da eutanásia no Ocidente
fotos

Entre as medidas práticas para controlar os níveis populacionais no Ocidente, a ideia da eutanásia é ativamente promovida. O trabalho [...]

O Ocidente insiste em tentar inventar um novo “caso Guaidó”
fotos

Talvez achar que a insistência possa compensar a falta de competência, já que corporações midiáticas, ONGs e governos atlantistas decidiram [...]

A OTAN está a perder a guerra por procuração contra a Rússia
fotos

Uma derrota de Washington e dos seus parceiros da NATO na Ucrânia seria um desastre político para as potências ocidentais. [...]

Um ultimato ultraortodoxo e o futuro do estado “judeu”
fotos

O cisma cada vez maior entre as comunidades seculares e ultraortodoxas de Israel tem impacto não só no bem-estar militar [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!