Policiais israelenses ataca portadores de caixão no funeral da jornalista palestina

O funeral de uma ex-repórter da Al Jazeera se transformou em violência entre palestinos e forças de segurança israelenses

palestina
A polícia israelense ataca com violência os enlutados enquanto carregam o caixão da jornalista morta Shireen Abu Akleh em Jerusalém Oriental em 13 de maio de 2022. © AP / Maya Levin

Confrontos eclodiram em Jerusalém na sexta-feira durante o funeral de Shireen Abu Akleh, uma veterana jornalista palestina que trabalhou na Al Jazeera por mais de duas décadas. O repórter foi morta no início desta semana sob circunstâncias pouco claras durante um ataque militar israelense na Cisjordânia.

Segundo fontes palestinas, o assassinato da jornalista palestina foi a sangue frio com um tiro na cabeça. Como não bastasse o crime hediondo o Regime de Apartheid israelense desceu a um novo patamar, atacando a procissão fúnebre, fazendo com que os portadores derrubassem o caixão no chão.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!